Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/10104
Type: masterThesis
Title: Interrogativas-qu: um estudo introdutório comparativo a partir da hipótese da sintaxe mais simples
Author(s): Pereira, André da Luz
Advisor: Ibaños, Ana Maria Tramunt
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Issue Date: 2017
Keywords: GRAMÁTICA GERATIVA
SINTAXE
LINGUÍSTICA
Abstract: Tendo por base a perspectiva gerativista, que se desenvolve nos estudos linguísticos a partir da década de 1950 (CHOMSKY, 1957, 1965, 1972, 1977a, 1981, 1986, 1995), este trabalho tem por objetivo comparar abordagens sintáticas sobre interrogativas-QU (em inglês, whquestions). O ponto central da comparação é relevância da noção de movimento para os estudos sintáticos de interrogativas-QU. A Tradição da Gramática Gerativa se utiliza da noção de movimento para explicar os fenômenos sintáticos, e a Hipótese da Sintaxe mais Simples acredita que esta noção seja desnecessária, já que haveria uma explicação mais simples (CULICOVER; JACKENDOFF, 2005, 2006). Especificamente, serão comparadas as explicações sobre a construção de estruturas interrogativas-QU pela hipótese da Sintaxe mais Simples, que apresenta os conceitos alternativos ao conceito de movimento para descrever o fenômeno das interrogativas-QU, como licenciamento indireto e dependências descontínuas. A ideia de movimento é um eixo importante na tradição da teoria gerativista, pois evolui a partir da teoria dos vestígios, apresentada na década de 1970, mas que ganha força e se consolida como teoria do movimento especialmente a partir do programa de Princípios e Parâmetros (PP), na década de 1980. Embora palavras como deslocamento e movimento já tenha sido mencionadas anteriormente no percurso do empreendimento gerativista, elas se consolidam no PPP e se mantêm no Programa Minimalista (PM), etapa seguinte do empreendimento gerativista, iniciado na década de 1990.Outro aspecto identificado no desenvolver da pesquisa foi a arquitetura paralela da estrutura da linguagem proposta pela Sintaxe mais Simples, que contesta o papel central da sintaxe nos estudos linguísticos, compartilhando com a semântica e com a fonologia, a responsabilidade por gerar estruturas a partir do conceito de Estrutura Conceitual. Para atingir os objetivos propostos, foi utilizado um modelo hipotético-dedutivo, em que são consideradas as premissas propostas pelas linhas teóricas em estudo. Os exemplos e sentenças analisadas não foram gerados em situações de uso por falantes. Foram extraídos das fontes teóricas analisadas ou geradas pelo autor.
The aim of this work is to compare syntactic approaches to wh-questions, which is based on the generative perspective developed in linguistic studies from the 1950s onwards (CHOMSKY, 1957, 1965, 1972, 1977a, 1981, 1986, 1995). The central point of the comparison is relevance of the notion of movement for the syntactic studies of wh-questions. The mainstream of generative grammar uses the notion of movement to explain syntactic phenomena, and the Simpler Syntax Hypothesis believes that this notion is unnecessary, since there would be a simpler explanation (CULICOVER; JACKENDOFF, 2005, 2006). Specifically, the explanations about the construction of wh-question structures will be compared by the Simpler Syntax Hypothesis, which presents the alternative concepts to the concept of movement to describe the phenomenon of wh-questions, such as indirect licensing and discontinuous dependencies. The idea of movement is an important axis in the mainstream generative theory, since it evolves from the theory of traces, presented in the 1970s, but which gains strength and consolidates itself as movement theory especially from the Principles and Parameters (PP) program in the 1980s.Although words such as displacement and movement have already been mentioned in the course of the generative enterprise, they are consolidated in the PP program and remain in the Minimalist Program (PM), the next stage of the generative enterprise begun in the 1990s. Another aspect identified in the development of the research was the parallel architecture of the language structure proposed by the Simpler Syntax, which challenges the central role of syntax in linguistic studies, sharing with semantics and phonology the responsibility for generating structures from Conceptual Structure. To achieve the proposed objectives, a hypothetical-deductive model was used, in which the premises proposed by the theoretical lines under study are considered. The examples and sentences analyzed were not generated in situations of use by speakers. They were extracted from the theoretical sources analyzed or generated by the author.
URI: http://hdl.handle.net/10923/10104
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000483423-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo688,58 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.