Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1391
Tipo: masterThesis
Título: Estudo das alterações mitocondriais provocadas na sepse por espectroscopia de infravermelho pela transformada de Fourier e refletância total atenuada
Autor(es): Heinen, Paula Elisa Tischler
Orientador: Souto, André Arigony
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2006
Palavras-chave: SEPSE
MITOCÔNDRIOS
ESPECTROSCOPIA
Resumo: 
A espectroscopia de infravermelho (IV) permite caracterizar molecularmente tecidos e fluídos, uma vez que seus espectros são característicos e atuam como uma impressão digital. O rápido desenvolvimento da técnica de infravermelho na última década tem aberto novas portas para o prognóstico e diagnóstico de patologias facilitando a procura de melhores tratamentos. Atualmente, o infravermelho (IV) vem sendo utilizado nos mais diversos modelos experimentais de sistemas biológicos. A sepse provoca mudanças no ambiente celular e em suas trocas iônicas, afetando o funcionamento da mitocôndria e aumentando a formação de espécies reativas de oxigênio (EROs). O óxido nítrico (NO) é considerado um marcador da formação de radicais livres produzidos, enzimaticamente ou não, nos tecidos. O aumento dos radicais livres promove a oxidação de resíduos de aminoácidos, aumentando a formação de grupos carbonílicos (CO) protéicos que atuam como biomarcadores do estresse oxidativo. Devido a esses fatores, entre outros, as mitocôndrias e seus complexos vêm sendo avaliados pela espectroscopia de infravermelho nas regiões das bandas de amidas I (espectro entre 1615 cm -¹ e 1700cm -¹, referente a ligações C=O) e II (espectro entre 1500 cm -¹ e 1600 cm -¹, referente a ligações C-H), característico de proteínas, com o objetivo de observar alterações que possam ocorrer nestas organelas. No presente trabalho de mestrado, nosso objetivo principal foi analisar as alterações em mitocôndrias hepáticas causadas pela sepse induzida por CLP em ratos (Rattus novergicus – var. Wistar) através do FTIR-ATR. O experimento foi contemplado pela extração das mitocôndrias hepáticas através de diferentes gradientes de centrifugação em meios contendo sacarose, heppes e EGTA. A dosagem de NO sérico foi feita através da metodologia de Griess. Nossos resultados apresentaram diferenças significativas nas bandas de amida I do espectro de infravermelho do grupo séptico em relação ao controle, controle anestesia e sham. As mesmas diferenças foram percebidas para a dosagem de NO sérico.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1391
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000383266-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo804,02 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.