Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/2634
Tipo: masterThesis
Título: Crescimento econômico, apropriação da renda e desenvolvimento humano nos municípios do Rio Grande do Sul entre 1990 e 2000
Autor(es): Prado, Mario Luís Moreira
Orientador: Bêrni, Duilio de Ávila
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento
Fecha de Publicación: 2006
Palabras clave: ECONOMIA - RIO GRANDE DO SUL
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - RIO GRANDE DO SUL
RIO GRANDE DO SUL - HISTÓRIA ECONÔMICA
DESIGUALDADE SOCIAL
Resumen: Entre os anos de 1991 e 2000, o Rio Grande do Sul obteve um crescimento econômico em torno de 34%. A principal indagação é se o crescimento do produto foi acompanhado de elevação do padrão de vida ou do bem-estar social dos 467 municípios gaúchos. A curva de Kuznets levantou a possibilidade de uma lei que relaciona o crescimento à desigualdade. Para os outros estudiosos, esta hipótese também é valida para o Rio Grande do Sul no período aqui estudado. Por outro lado, a apropriação de renda e, por conseqüência, o desenvolvimento humano reduziram pobreza e desigualdade de renda encerram a indagação deste estudo. Todavia, as regressões formuladas na presente dissertação recomendam a não aceitação da curva de Kuznets e, apesar das reduções de pobreza, não é possível afirmar que aumentou a apropriação local da renda e que foram reduzidas as desigualdades e elevou-se o bem-estar social.
From 1991 to 2000, the state of Rio Grande do Sul achieved an economic growth of around 34%. The principal issue is whether this growth was followed by the increase in welfare of its 467 municipalities. At first, other authors found that the Kuznets curve is a valid explanation of the relationship between inequality and growth. Also, the appropriation of income and human development reduced poverty and inequality. The results found in the dissertation suggest the not acceptance of the Kuznest’s hypothesis, and although is not possible confirm that the appropriation of income was responsible for the to reduction of inequality and thus raised the welfare.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2634
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000348064-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,04 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.