Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2836
Type: masterThesis
Title: Saúde docente: relação entre gênero e estresse profissional
Author(s): Bondan, Alzira Pimentel
Advisor: Santos, Bettina Steren dos
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2011
Keywords: EDUCAÇÃO
ESGOTAMENTO PROFISSIONAL
PROFESSORES - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
PROFESSORES - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
BEM-ESTAR PESSOAL
SATISFAÇÃO NO TRABALHO
Abstract: O presente estudo sobre “Saúde Docente: Relação entre gênero e estresse profissional” faz parte da linha de pesquisa “Pessoa e Educação”, que estuda a educação como um processo amplo implicado no desenvolvimento, na formação e na autoformação da pessoa, destacando seus entrelaçamentos com a saúde, a espiritualidade e as histórias de vida. O objetivo desse estudo é analisar a saúde dos professores, tendo como foco o estresse laboral, vivido no seu dia a dia, relacionando com os gêneros, no sentido de compreender a forma como os docentes do sexo masculino e feminino enfrentam esses estresses. A metodologia adotada foi de abordagem qualitativa, utilizando como estratégia de pesquisa a entrevista semiestruturada, composta de 12 perguntas que foram aplicadas em professores de uma escola da rede particular de ensino de Porto Alegre. Os sujeitos selecionados (cinco homens e cinco mulheres) são docentes dos anos finais do ensino fundamental e ensino médio, por se tratar de níveis de ensino em que se encontram professores de ambos os sexos. A análise dos dados teve como suporte teórico, a análise textual discursiva de Moraes e Galiazzi (2007), na qual a compreensão do texto se fez através de uma linguagem sistematizada pelos três elementos principais que guiam esse tipo de análise: unitarização, categorização e a comunicação. As categorias que emergiram foram: “formação e aperfeiçoamento docente; pontos positivos da profissão docente; dificuldades encontradas no desenvolvimento da docência; situações de estresse docente e estratégias de coping; escola e saúde docente; diferença dos gêneros na elaboração do estresse docente”.Esse estudo não pretende provar, nem criar uma teoria, no entanto, através dele foi possível considerar que os homens envolvem-se menos com as questões do alunado, tratando as situações com mais distanciamento, enquanto as mulheres buscam soluções e se preocupam bem mais com a resolução imediata das questões, absorvendo mais os problemas.
The present study on “Health Teacher: Relation between genre and professional stress” is part of the research line “Individual and Education”, which studies education as a broad process involved in developing, training and self-education of individual, highlighting its interlacements with health, spirituality and life stories. The aim of this study is to analyze the health of teachers, focusing on stress at work, lived in their day to day relationship with the genres in order to understand how teachers male and female face these stresses. The methodology applied was qualitative approach, using as a research strategy the semi- structured interview, consisting of 12 questions that were imposed on teachers in a private school of Porto Alegre. The selected subjects (five men and five women) are the final years of teaching elementary and high school, because this is where education levels are teachers of both sexes. Data analysis was theoretically supported, textual analysis of discursive Galiazzi and Moraes (1997) in which the understanding of the texts was made through a systematic language by three main factors that guide this type of analysis: unitarization, categorization and communication. The categories that emerged were: “Teacher training and development; strengths of the teaching profession; difficulties encountered in the development of teaching, teaching situations of stress and coping strategies, school and teacher health, genre differences in the development of teachers stress”. This study did not intend to prove, or create a theory, however, through it was possible to consider that men are less involved with the issues of the students, dealing with situations with more distance, while women seek solutions and are concerned with much more immediate resolution of the issues, taking more the problems.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2836
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000437557-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo996,62 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.