Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/6731
Tipo: doctoralThesis
Título: Orientação ao consumidor e performance financeira: uma análise do papel da capacidade de inovação de produto
Autor(es): Santos, Mirela Jeffman dos
Orientador: Perin, Marcelo Gattermann
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração e Negócios
Data de Publicação: 2014
Palavras-chave: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
MARKETING
PRODUTOS - DESENVOLVIMENTO
INOVAÇÃO
CONSUMIDORES
Resumo: Increasing dynamism that has been self configuring in the marketing environment, in relation not only to market transformations but also to technological evolutions, had mobilized researchers to investigate how organizations work in presence of unstable conditions and what are the factors that lead to high levels of performance. In this context, the most noticeable ones are the strategic orientations that had been intensively investigated in strategic marketing area last decades. Nevertheless, the theory has pointed strategic orientations as direct antecedents of performance and does not take into account the capabilities development which makes the organization able to transform resources and to apply the knowledge to produce superior value in the market. To contribute to the literature in the area, the present study analyzes the relationships among Consumer Orientation (CO), Product Innovation Capacity (PIC) and Financial Performance (FP) in influence of Technological Turbulence (TT). In this way, it was suggested that in presence of high levels of TT, PIC mediates the relationship between CO and FP. The field research involved two phases. The first phase was exploratory. It aimed to identify metrics for the PIC construct – still little explored in literature –, and involved semi-structured interviews with executives from innovation area. The second phase carried out a cross-sectional survey involving 157 medium-sized Brazilian companies from industrial area, located in many regions of the country. After verifying the measures reliability and validity, the hierarchical regression and the Sobel Z test indicated the confirmation of all hypotheses presented. It was concluded that CO and PIC influence FP. CO also influences PIC. And, when TT levels are high, PIC mediates totally the relationship between CO and FP. Thus, the present study contributed to the academy in the way that it pointed a mediator between a strategic orientation and performance, suggested a concept of PIC and also validated a scale to measure it. These contributions encourage future studies to explore the identified relationships in order to find explanations for them as well as to investigate other mediators among these relationships.
O crescente dinamismo que vem se configurando no ambiente tanto em relação às transformações no mercado quanto às evoluções tecnológicas tem mobilizado pesquisadores a investigar como as organizações operam diante de condições instáveis e quais são os fatores que as levam a alcançar altos níveis de performance. Nesse contexto, destacam-se as orientações estratégicas que têm sido amplamente investigadas na área de marketing estratégico nas últimas décadas. No entanto, a teoria tem apontado as orientações estratégicas como antecedentes diretos da performance, desconsiderando o desenvolvimento de capacidades, que permite à organização transformar recursos e aplicar o conhecimento de modo a produzir maior valor no mercado. Com o intuito de contribuir com a literatura da área, o presente estudo analisa as relações entre Orientação ao Consumidor (OC), Capacidade de Inovação de Produto (CIP) e Performance Financeira (PF) sob a influência da Turbulência Tecnológica (TT). Nesse sentido, sugeriu-se que diante de alta TT, a CIP media a relação entre OC e PF. A pesquisa de campo compreendeu duas etapas.A primeira etapa foi exploratória com o objetivo de identificar métricas para o construto CIP, ainda pouco explorado na literatura, e contemplou entrevistas semiestruturadas com gestores da área de inovação. A segunda etapa envolveu um survey transversal com a participação de 157 empresas brasileiras de médio porte, do ramo industrial, localizadas em diversas regiões do país. Após verificação da confiabilidade e validade das medidas, a regressão hierárquica e o teste Z de Sobel indicaram a sustentação para todas as hipóteses apresentadas. Concluiu-se assim que OC e CIP influenciam a PF. OC também influencia a CIP. E que em alta TT, a CIP media totalmente a relação entre OC e PF. Diante disso, o estudo contribuiu para a academia no sentido de apontar um mediador para a relação entre uma orientação estratégica e performance, bem como sugerir um conceito para a CIP e validar uma escala para medi-la. Essas contribuições instigam estudos futuros a explorar as relações identificadas de modo a buscar explicações para as mesmas, bem como investigar outros mediadores nessas relações.
URI: http://hdl.handle.net/10923/6731
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000459961-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo941,47 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.