Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7338
Tipo: masterThesis
Título: Juventudes: o projeto social como um dos espaços para a construção da socialidade juvenil
Autor(es): Silva, Silvia Gama da
Orientador: Lacerda, Miriam Pires Corrêa de
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2015
Palavras-chave: EDUCAÇÃO
CULTURA
SOCIALIZAÇÃO (EDUCAÇÃO)
JUVENTUDE
PROJETOS SOCIAIS
Resumo: This study is a reflection on the socio-cultural spaces that contribute to the construction of youth socialities. Fot this research, which was lined on a qualitative approach, it was opted by the ethnographic case study. The research field was a Social Project that meets young people in a city of Rio Grande do Sul, wherewith it was possible through the testimony of young people, and also educators, investigate this space and its contribution to the construction of youth socialities. Data collection was extended from April to December 2014 by participant observation, document analysis and semi-structured interview and the conversation wheel. Data were analyzed through Discoursive Textual Analysis, as taught Moraes and Galiazzi (2011) and resulted in the following categories: The social project in the vision of young people: Being young is be not old, In the presence of the other we constitute me and is necessary learn to live in the project; The social project in the view of educators who work there: Subject class that resist all the time - unruly and youth in social vulnerability. The survey findings confirm the importance of Social Project in the constitution of identities and subjectivities of young people who participate. The study found that even many of the practices put into operation at the Project refer to an idea that the youth needs to be "made docile", learn to meet promptly and follow rules. However, it also found that young people find loopholes for strength and leadership.
O presente trabalho trata de uma reflexão acerca dos espaços socioculturais que contribuem para a construção das socialidades juvenis. Para esta investigação, que foi pautada na abordagem qualitativa, optou-se pelo estudo de caso do tipo etnográfico. O campo de investigação foi um Projeto Social que atende jovens em uma cidade do Rio Grande do Sul, por meio do qual foi possível através do depoimento dos jovens e também dos educadores investigar esse espaço e a sua contribuição para a construção das socialidades juvenis. A produção dos dados estendeu-se de abril a dezembro de 2014, mediante observação participante, análise documental, entrevista semiestruturada e a roda de conversa. Os dados foram analisados por meio da Análise Textual Discursiva, conforme ensinam Moraes e Galiazzi (2011) e resultaram nas seguintes categorias: O projeto social na visão dos jovens: Ser jovem é não ser velho, Na presença do outro eu me constituo e É preciso aprender a viver no projeto; O projeto social na visão dos educadores que ali trabalham: Classe de sujeitos que resistem todo o tempo – Indisciplinados e Jovens em situação de vulnerabilidade social. Os achados da pesquisa confirmam a importância do Projeto Social na constituição das identidades e subjetividades dos jovens que dele participam. O estudo apontou ainda que muitas das práticas colocadas em funcionamento no Projeto remetem para uma ideia de juventude que precisa ser “docilizada”, aprender a atender prontamente e seguir normas. No entanto, constatou-se também que os jovens encontram brechas para resistência e protagonismo.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7338
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000469644-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,23 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.