Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7650
Tipo: masterThesis
Título: Ética, trabalho e formação: o serviço social em questão
Autor(es): Cristiano, Gabriela Dutra
Orientador: Couto, Berenice Rojas
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Data de Publicação: 2015
Palavras-chave: SERVIÇO SOCIAL - FORMAÇÃO PROFISSIONAL
ASSISTENTES SOCIAIS - ÉTICA PROFISSIONAL
ASSISTENTES SOCIAIS - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
Resumo: This study discusses the relationship between ethics, labor and formation in Social Work from the students‟ experience from mandatory supervised internship, having as main goal to analyze the ethical derived from their everyday tasks in order to contribute to the professional formation of subjects both critically and consciously. With epistemological basis set on the historical ontological lukacsian perspective, the held research was of empirical and qualitative kind. Having as field the college courses of Social Work from PUCRS and UFRGS, and as subject‟s students on intership of level III, the data collection was developed in two stages: at first one an alternative tool in questionnaire format was applied, and in the second one semi structured interviews were held. These data were discussed through the discursive textual analysis methodology. Considering the internship as formation through work, we analyzed in this present study the the apprehension of possibilities within the needs that come from the insertion in socio-occupational spaces, the production and reproduction of values and logics historically built in the field of social politics and in the profession itself, the learning built throughout the professional formation and the everyday challenges in the work of internship students. Thus, we point that the movement made by these subjects seen in the exercise of ethics as capacity of the social being shows distances and approximation between speeches and ethical-moral acts, as well as an objectification of both conservative and emancipatory values. In this sense, we point at the need of transversal ethics in the professional formation and its centrality in the mandatory supervised internship, being this a possibility of bringing what we say closer to what we do, searching to create alternatives of possible works that have as horizon the human emancipation from all kinds of oppression and exploitation. We expect the verified results to instigate new critical reflections on a constant movement of thinking and rethinking the possibilities of a professional acting ethically and politically committed.
Neste estudo discutimos a relação entre ética, trabalho e formação no Serviço Social a partir da experiência de estudantes em estágio supervisionado obrigatório, tendo como objetivo analisar as implicações éticas derivadas do cotidiano de trabalho destas/es, a fim de contribuir com a formação profissional de sujeitos críticos e conscientes. Com fundamento epistemológico na perspectiva histórico-ontológica lukácsiana, a pesquisa realizada é do tipo empírica e qualitativa, tendo como campo as faculdades de Serviço Social da PUCRS e da UFRGS e como sujeitos de pesquisa estudantes no nível III de estágio. A coleta de dados se desenvolveu em dois momentos: no primeiro aplicamos um instrumento alternativo em formato de questionário, e no segundo realizamos entrevistas semiestruturadas; estes dados foram trabalhados através da metodologia de análise textual discursiva. Considerando o estágio enquanto formação pelo trabalho, analisamos neste estudo a apreensão de possibilidades no seio das necessidades advindas da inserção em espaços sócio-ocupacionais, a produção e reprodução de valores e lógicas construídas historicamente no campo das políticas sociais e na própria profissão, as aprendizagens construídas no decorrer formação profissional e os desafios do cotidiano de trabalho de estudantes em estágio. Assim, evidenciamos que o movimento feito por estes sujeitos em vistas ao exercício da ética enquanto capacidade do ser social apresenta distâncias e aproximações entre discursos e atos ético-morais, bem como a objetivação tanto de valores conservadores como emancipatórios. Nesse sentido, apontamos para a necessidade da transversalidade ética na formação profissional e sua centralidade no estágio supervisionado obrigatório, sendo esta uma possíbidade de aproximar aquilo que se diz daquilo que se faz, buscando criar alternativas de trabalho possíveis que tenham como horizonte a emancipação humana de todas as formas de opressão e exploração. Temos a expectativa de que os resultados verificados possam instigar novas reflexões críticas, num movimento constante de pensar e repensar as possibilidades de atuação profissional comprometida ética e politicamente.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7650
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000475840-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,49 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.