Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/8335
Type: doctoralThesis
Title: Iniciação científica em redes colaborativas e formação universitária de qualidade: a perspectiva do egresso (2007-2013)
Author(s): Nascimento, Marilene Batista da Cruz
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2016
Keywords: INICIAÇÃO CIENTÍFICA
ENSINO SUPERIOR - BRASIL
EDUCAÇÃO - QUALIDADE
EDUCAÇÃO
Abstract: Esta tese tem como objetivo analisar os impactos da iniciação científica (IC) na formação dos egressos bolsistas/voluntários que foram participantes de redes colaborativas de pesquisa, considerando a perspectiva da cidadania, inclusão científica e profissional, bem como a proposição de indicadores de qualidade na educação superior (ES). As hipóteses desta investigação são: a IC como política pública de ciência é concebida como uma ação que promove formação universitária de qualidade em uma perspectiva de equidade (projeto político que procura igualdade no reconhecimento das desigualdades); a IC promove impactos significativos para a inclusão científica e social na formação universitária, contribuindo para a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e inovação. As categorias de estudo foram analisadas sob o marco teórico fundado em ciência (BACHELARD, 1972, 1978, 1985, 1996); formação universitária (DELANTY, 2008, 2009); qualidade (MOROSINI, 2001, 2006, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015). Trata-se de uma pesquisa de natureza quanti-qualitativa (métodos mistos) conduzida à luz do método dialético que torna possível alcançar as contradições da realidade e do modo de compreendê-la como processo permanente de transformação, o que significa efetivar uma mediação entre o pensamento e o objeto. Os sujeitos são egressos bolsistas/voluntários dos cursos de graduação que vivenciaram sua experiência de IC no Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), no SergipeTec e no Tecnopuc, no período de 2007-2013. O instrumento utilizado para a coleta dos dados quantitativos foi um questionário online construído a partir da escala tipo Likert. A recolha dos dados da abordagem qualitativa foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas. Os resultados permitiram compreender os impactos da IC em uma universidade responsável socialmente, bem como indicou inter-relações entre profissionais comprometidos, progresso, inovação e pertinência social do conhecimento produzido. Além disso, foi possível perceber que a IC impacta qualitativamente na formação universitária do egresso, sendo ainda necessário esforços maiores para incrementar esse dispositivo e romper com o caráter pragmático de indutor da pós-graduação stricto sensu. Essas variáveis subsidiaram a proposição de indicadores de IC organizados em categorias: responsabilidade ambiental: estímulo à produção científica, considerando a cultura de proteção ao meio ambiente e de sustentabilidade; educativa: utilização de métodos investigativos voltados às aprendizagens interativas, envolvendo autoria, autonomia e reflexão crítica no incremento dos projetos; cognitiva: implementação de pesquisas ligadas ao desenvolvimento humano e interdisciplinares; social: estímulo a investigações no cenário da comunidade externa com participação em redes colaborativas; interculturalidade: valoração de ações de investigação no âmbito da consciência, da compreensão, da autonomia e da diversidade cultural, respeitando-se as diferentes experiências.
This thesis aims to analyze the impact of scientific initiation (IC) in the training of fellows graduates/volunteers who were participants in collaborative research networks, considering the perspective of citizens, scientific and professional inclusion, as well as quality indicators proposition in higher education (HE). The hypotheses of this research are: the IC as a public policy science is conceived as an action that promotes university education quality in an equity perspective (political project that seeks equal recognition of inequalities); IC promotes significant impact on scientific and social inclusion in university education, contributing to the indivisibility of teaching, research and innovation. The study categories were analyzed in the theoretical framework established in science (BACHELARD, 1972, 1978, 1985, 1996); university education (DELANTY, 2008, 2009); quality (MOROSINI, 2001, 2006, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015). It is a nature research quantitative and qualitative (mixed methods) conducted in the light of dialectical method that makes it possible to achieve the contradictions of reality and the way to understand it as a permanent process of transformation, which means effect amediation between thought and the object. The subjects are fellows graduates/volunteers ofunder graduate courses who experienced their IC experience at the Institute of Technology and Research (ITP), in SergipeTec and Tecnopuc in the 2007 to 2013 period. The instrument used to collect the quantitative datawas an online questionnaire built on the Likert scale. The qualitative approach collected data through semi-structured interviews. The results allowed us to understand the impacts of IC in a socially responsible university, and indicated interrelationships between committed professionals, progress and innovation, finally y the social relevance of the knowledge produced. In addition, it was revealed that the IC impacts qualitatively in the education of graduates and also need greater efforts to increase this device and break away from pragmatic-inducing of post-graduate studies. These variables supported the IC indicators proposition organized in the following categories: environmental responsibility: stimulating scientific production considering the environmental protection of culture and sustainability; education: use of investigative methods focused on interactive learning involving authorship, autonomy and critical reflection on the increase of the projects; cognitive: implementation of projects related to human development and interdisciplinary research; social: stimulating research in the setting of the external community with increased participation in institutional, national and international exchanges; interculturalism: valuation research actions under the awareness, understanding, autonomy and for cultural diversity, respecting the different experiences.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8335
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TES_MARILENE_BATISTA_DA_CRUZ_NASCIMENTO_COMPLETO.pdf6,97 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.