Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/848
Tipo: article
Título: Diagnósticos histopatológicos do Laboratório de Patologia do Serviço de Estomatologia da PUCRS, nos anos de 2000 a 2002 e sua relação com o diagnóstico clínico
Histopathological diagnoses of a Pathology Laboratory at PUCRS Stomatology Service, in the years of 2000 to 2002, and its relation with the clinical diagnosis
Autor(es): Vier, Fabiana Vieira
Rockenbach, Maria Ivete Bolzan
Gabriel, João Guilherme
Yurgel, Liliane Soares
Cherubini, Karen
Figueiredo, Maria Antonia Zancanaro
Editora: EDIPUCRS
Data de Publicação: 2004
Volume: 19
Número: 46
Página Inicial: 382
Página Final: 388
Palavras-chave: BIÓPSIA
DIAGNÓSTICO CLÍNICO
DIAGNÓSTICO HISTOPATOLÓGICO
LESÕES BUCAIS
ODONTOLOGIA
NEOPLASIAS BUCAIS
CITOPATOLOGIA
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência das lesões bucais biopsiadas e encaminhadas ao Laboratório de Patologia do Serviço de Estomatologia do Hospital São Lucas da PUCRS (HSL), nos anos de 2000 a 2002, relacionando a concordância entre o diagnóstico clínico e o histopatológico das mesmas. Para tanto, dados como sexo e idade dos pacientes, tipo de biópsia realizada, localização, diagnóstico clínico e histopatológico das lesões foram coletados em 692 fichas de biópsia. Dos pacientes analisados, 59,5 por cento eram do sexo feminino e 40,5 por cento, do sexo masculino. A faixa etária mais prevalente dos pacientes situou-se entre a quarta e sétima década de vida (70,9 por cento). Biópsia excisional totalizou 70,6 por cento dos casos, enquanto que a incisional correspondeu a 27,6 por cento e a citologia esfoliativa, a 1,8 por cento. A lesão mais prevalente foi a hiperplasia fibroepitelial com 28,6 por cento dos casos, sendo seguida pelo carcinoma espinocelular (12,0 por cento), cisto de retenção de glândula salivar (9,4 por cento) e hiperplasia papilomatosa do palato (8,1 por cento). Concluiu-se que os diagnósticos clínico e histopatológico foram coincidentes em 79,9 por cento dos casos e que as lesões de natureza inflamatória, de origem traumática, foram as patologias mais prevalentes, seguidas pelas neoplasias malignas de origem epitelial.
The purpose of this study was to evaluate the prevalence of oral lesion that were biopsied and directed to the Pathology Laboratory of the Stomatology Service of São Lucas Hospital (PUC/RS - Brazil), in the years of 2000 to 2002, regarding the concordance between their clinical and histopathological diagnoses. For this, data including gender and age of patient, kind of biopsy procedure, location, clinical and histopathological diagnoses of lesions where collected from 692 biopsy files. Among the analyzed patients, 59.5% were from female gender and 40.5% fo male gender. Patients between the fourth and seventh decade of life (70.9%) were the more affected. Excisional biopsies comprehended 70.6% of cases, while incisional ones comrresponded to 27.6% and 1.8% to cytologic smears. The most prevalent lesion was fibroepitelial hyperplasia (28.6%), followed by squamous cell carcinoma (12.0%), salivary retention cyst (9.4%) and palatal papillary hyperplasia (8.1%). It was concluded that the clinical and histopathological diagnosis were coincident en 79.9% of cases, and that the lesions of inflammatory nature of traumatic origin were the most prevalent, followed by malignant epithelial neoplasias.
URI: http://hdl.handle.net/10923/848
PMID: LILACS ID: 412488
ISSN: 0102-9460
Aparece nas Coleções:Artigo de Periódico

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Vier et al. 2004 Rev odonto ciênc.pdfTexto Completo6,23 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.