Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/10312
Tipo: masterThesis
Título: Avaliação da qualidade de vida de pacientes com desordens temporomandibulares submetidos à cirurgia articular
Autor(es): Zanin, Roberto Ferreira
Orientador: Heitz, Cláiton
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Fecha de Publicación: 2017
Palabras clave: ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR - DISFUNÇÕES
MANDÍBULA
QUALIDADE DE VIDA
ODONTOLOGIA
Resumen: As desordens da articulação temporomandibular (ATM) e seu tratamento possuem repercussões físicas e psicológicas na qualidade de vida (QOL). Este estudo avaliou o pré-operatório (T0) e de 3-6 meses de pós-operatório (T1) em 50 pacientes (100 discos articulares) com deslocamento anterior do disco, sem redução bilateral, submetidos à cirurgia para o reposicionamento do disco articular através de âncoras. A QOL relacionada com a saúde bucal foi avaliada usando a versão reduzida do oral health impact profile (OHIP-14). Houve uma redução estatisticamente significante na média geral das pontuações OHIP-14 entre T0 (12.48 ± 5.81) e T1 (3.84 ± 3.00). Em adição, houve uma redução significativa em todos os 7 domínios OHIP-14 (P<0,001). Pacientes mais jovens, na faixa etária entre 28-38 anos (n=26), foram beneficiados em todos os domínios avaliados, enquanto que uma melhora significativa pode ser observada apenas no domínio dor física (P > 0.05) para os pacientes mais idosos na faixa etária entre 50-60 anos (n=5). Os resultados sugerem que as desordens da ATM afetam os indivíduos em diversos aspectos de suas vidas e que as abordagens das condições específicas e gerais de saúde oral para avaliar a QOL possuem valor em determinar o impacto das desordens articulares na qualidade de vida destes pacientes. O tratamento cirúrgico para a ancoragem de disco da ATM teve um impacto positivo na qualidade nos pacientes avaliados.
Temporomandibular disorders (TMD) and their treatment have a physical and psychological impact on quality of life (QOL). This study aimed to assess the impact of oral health on QOL by evaluating 50 patients with bilateral anterior disc displacement without reduction preoperatively (T0) and 3–6 months after surgery for anterior disc repositioning and anchoring (T1). Oral health-related QOL was assessed using the short form of the Oral Health Impact Profile (OHIP-14). There was a statistically significant reduction in the mean total OHIP-14 score between T0 (12.48 ± 5.81) and T1 (3.84 ± 3.00). In addition, there was a significant decrease in all 7 OHIP-14 domains (P<0.001). Younger patients (aged 28–38 years, n=26) had benefits in all domains, while older patients (aged 50–60 years, n=5) showed a significant improvement only in the physical pain domain (P=0.049). The results suggest that TMD affect individuals in many aspects of their lives and that general or condition-specific oral health-related QOL measures are valuable tools for determining the impact of joint disorders on patients’ QOL. Surgical treatment for articular disc repositioning and anchoring had a positive impact on patients’ QOL.
URI: http://hdl.handle.net/10923/10312
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000483887-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial715,97 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.