Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/10522
Tipo: doctoralThesis
Título: Intervenção psicossocial intensiva baseada na terapia de aceitação e compromisso para pessoas com sobrepeso e obesidade
Autor(es): Finger, Igor da Rosa
Orientador: Oliveira, Margareth da Silva
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Data de Publicação: 2017
Palavras-chave: OBESIDADE - TERAPÊUTICA
PSICOLOGIA
Resumo: O excesso de peso e suas consequências causam diversos problemas à saúde física e mental. Redução da ingesta calórica e aumento das atividades físicas são recomendados para adequação do peso. Porém, a adesão e a manutenção dessas práticas seguem sendo um limitador no auxílio às pessoas com sobrepeso ou obesidade. Há evidências de efetividade em terapias que envolvem o estímulo à mudança do estilo de vida através da alterações topográficas do comportamento e do pensamento. Diferente da intervenção anterior, a Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) não foca na modificação topográfica do comportamento, mas na alteração da função dele. Objetiva-se, com essa tese, avaliar o efeito da utilização de uma intervenção psicológica intensiva, baseada na ACT, em comparação a uma intervenção Psicoeducativa e TCC em pessoas com sobrepeso e obesidade. Essa tese é dividida em três estudos. O primeiro objetivou identificar os processos de inflexibilidade psicológica (IP) associados ao índice de massa corporal (IMC), sintomas de depressão, ansiedade, estresse e comer compulsivo em pessoas com sobrepeso e obesidade. Realizou-se um estudo transversal em 243 pessoas com IMC a partir de 25 e idade entre 18 e 60 anos. Analisou-se os dados com ANOVA one-way e teste t. Não foram encontradas diferenças entres as médias de IP em relação ao IMC. Foram encontradas diferenças significativas na IP em relação ao comer compulsivo e aos sintomas de depressão, ansiedade e estresse, sendo que quanto mais grave o sintoma, maior a média de IP. O segundo estudo objetivou avaliar os fatores preditivos da participação de pessoas com sobrepeso e obesidade em um programa psicossocial intensivo, de 8h de duração em um dia.Este é um estudo quantitativo transversal em que 82 pessoas (77 delas, mulheres) com IMC a partir de 25 e idade entre 18 e 60 anos responderam ao recrutamento e confirmaram a participação. Realizou-se uma regressão logística binária. As variáveis com algum grau de predição na adesão à intervenção foram as de comportamento relacionados à dieta e atividade física (OR: 1,342; IC 95%: 0,970-1,857), flexibilidade psicológica (OR: 1,078; IC 95%: 1,009-1,152) e, mais específico, o processo psicológico de fusão cognitiva (OR: 1,018; IC 95%: 0,969-1,069). O último estudo objetivou investigar os efeitos de uma intervenção baseada na ACT, em comparação a uma baseada em Psicoeducação e TCC, nas medidas objetivas (peso e índice de massa corporal - IMC) e de auto-relato (sintomas depressivos, ansiosos e de estresse, compulsão alimentar e flexibilidade psicológica) em pessoas com sobrepeso ou obesidade. 72 pessoas foram designadas aleatoriamente para um dos grupos. O grupo ACT apresentou diferença no desenvolvimento da desfusão cognitiva e consciência alimentar – resposta emocional, bem como auxiliou mais na modificação da intensidade da compulsão alimentar. Os demais resultados não apresentaram diferença significativa entre os grupos. Considerando-se que a intervenção Psicoeducativa/TCC é a intervenção de escolha atualmente, os resultados dessa tese mostram que uma intervenção em ACT pode ter, no mínimo, os mesmos desfechos que a intervenção de escolha.
Overweight and its consequences cause several physical and mental health problems. A reduction of caloric ingestion and an increase in physical activity are recommended to weight adequacy. However, the adhesion and maintenance of these practices continue being a limitation in the care of overweight and obese people. There are evidences of the effectiveness of therapies that involve the incentive to lifestyle changes through topographic alterations of behavior and thought. Unlike these interventions, the Acceptance and Commitment Therapy (ACT) does not focus on the topographic modification of behavior, but on the alteration of its function. It is aimed, with this thesis, to evaluate the effect of the use of an intensive psychological intervention, based in ACT, in comparison to a Psychoeducational and CBT intervention in overweight and obese people. This thesis, is divided in three studies. The first one aimed to identify the processes of psychological inflexibility (PI) associated to the body mass index (BMI), depression, anxiety and stress symptoms and binge eating in overweight and obese people. A cross-sectional study was conducted in 243 people with BMI 25 and higher and ages 18 to 60 years. The data was analysed through a One-Way ANOVA and t test. There were no differences found in the PI mediums in relation to BMI. There were significant differences found in PI in relation to binge eating and depression, anxiety and stress symptoms, being that the most severe the symptom, the higher the PI medium. The second study aimed to evaluate the predictive factors of the participation of overweight and obese people in an intensive psychosocial program, of 8 hours of duration in one day. This is a cross-sectional quantitative study in which 82 people (77 of them, women) with BMI 25 and higher and ages from 18 and 60 years answered to a recruiting and confirmed participation.A multivariate binary logistic regression was conducted. The variables with some degree of prediction in the adhesion to the intervention were the ones of behavior related to diet and physical activity (OR: 1,342; IC: 95%: 0,970- 1,857), psychological flexibility (OR:1,078; IC 95%: 1,009-1,152) and, more specifically, the psychological process of cognitive fusion (OR: 1,078; IC: 95%: 0,969 - 1,069). The last study aimed to investigate the effects of an intervention based in ACT, in comparison to one based in Psychoeducation and CBT, in the objective measures (weight and BMI) and in the ones of self-repot (depression, anxiety and stress symptoms, binge eating and psychological flexibility) in overweight and obese people. 72 people were randomly assigned to one of the groups. The ACT group showed differences in the development of cognitive defusion and eating conscience - emotional response, as well as it helped more in the modification of binge eating intensity. Other results did not present a significant difference between the groups. Considering that the Psychoeducational/CBT intervention is the chosen intervention nowadays, the results of this thesis show that an intervention in ACT can have at least the same outcomes as the intervention of choice.
URI: http://hdl.handle.net/10923/10522
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000484405-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial716,43 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.