Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2028
Tipo: doctoralThesis
Título: A comunicação organizacional e as relações de trabalho em cooperativas de economia solidária: a cultura simbólica tecendo a identidade e o imaginário dos cooperativados
Autor(es): Colpo, Caroline Delevati
Orientador: Scroferneker, Cleusa Maria Andrade
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL
CULTURA ORGANIZACIONAL
IDENTIDADE CORPORATIVA
IMAGINÁRIO
Resumo: This research, undertaken at the Agricultural Cooperative of Production and Commercialization Vida Natural – Coopernatural, in Picada Café, called mountain region of Rio Grande do Sul, consists in a study about organizational communication and the working relationships in solidarity economy cooperatives. With a transdisciplinary construction, the main objectives were to discuss solidarity economy cooperatives in the ongoing capitalist process, as well as understanding how the working relationships constitute and are constituted by the organizational communication in the context of solidarity economy cooperatives and comprehending in what ways the myths, rites, heroes and power relationships, while symbolic elements of the organizational communication, interact, alter, interfere and (re)create the identities and the imaginary of the cooperative members. This study was built under the Complexity Paradigm, through the dialog with the Symbolic Interactionism, mainly in attempt of learn/understand the symbolic communication existing/identified in the cooperative and in the statements of the cooperative members. The technics of research are bibliographic, documental, participants observations and in-depth interviews. For reflection / discussion of the issues involved in this work, some theoretical concepts about social economy and solidarity economy, working relationships, organizations, communications, identity and imaginary, organizational communication and symbolic culture through elements of myths, rites, heroes and power relationships were taken into consideration. The observations and interviews allowed some considerations even if temporary, of which emphasize that the dynamics of solidarity economy in the capitalist market and the values that keep the group together are mainly economical. Moreover, the organizational communication constitutes much more the working relationships than they constitute an organizational communication of Coopernatural. By researching aspects of the organizational culture (myths, rites, heroes, and power relationships) through communicative processes between the cooperative members, it is inferred that the commercialization of products is mainly part of the identities, and the solidarity as a part of the imaginary of the cooperative members. In this configuration, further insights for the explanation of communicational phenomena are sought, with eyes focused on the communities and their economic realities in which the constant culture (re)construction alters, interferes and (re)creates the identities and the imaginary of the community-living groups.
Este trabalho de pesquisa desenvolvido na Cooperativa Agropecuária de Produção e Comercialização Vida Natural – Coopernatural de Picada Café, região da chamada serra do Rio Grande do Sul, constitui-se num estudo sobre a comunicação organizacional e as relações de trabalho em cooperativas de economia solidária. Com uma construção transdisciplinar, têm-se como objetivos discutir as cooperativas de economia solidária no processo capitalista, entender como as relações de trabalho constituem e são constituídas pela comunicação organizacional no contexto das cooperativas de economia solidária e compreender de que forma os mitos, ritos, heróis e as relações de poder, enquanto elementos simbólicos da comunicação organizacional, interagem, alteram, interferem e (re)criam as identidades e o imaginário dos cooperativados. Tem como opção de Método, o Paradigma da Complexidade, dialogando com o Interacionismo Simbólico, principalmente na tentativa de apreender/entender/compreender a comunicação simbólica presente/identificada na cooperativa e nas falas dos cooperativados. Em relação aos procedimentos metodológicos recorreu-se às pesquisas bibliográfica e documental, observação participante e entrevistas em profundidade. Para reflexão/discussão dos temas envolvidos buscou-se, respaldo em alguns conceitos sobre economia social e economia solidária, relações de trabalho, organizações, comunicação, identidade e imaginário, comunicação organizacional e cultura simbólica através dos elementos mitos, ritos, heróis e relações de poder. As observações e as entrevistas realizadas possibilitaram algumas considerações mesmo que provisórias, das quais destacam-se que a dinâmica da economia solidária no mercado capitalista e os valores que mantém o grupo unido, são principalmente econômicos, sendo que a comunicação organizacional constitui muito mais as relações de trabalhos do que estas constituem a comunicação organizacional da Coopernatural. No que se refere aos aspectos da cultura organizacional (mitos, ritos, heróis e relações de poder) através de processos comunicativos entre os membros da cooperativa, observou-se que a comercialização dos produtos é constituinte, principalmente, das identidades, e a solidariedade como constituinte dos imaginários dos cooperativados. Nessa configuração esperase/ pretende-se trazer maior clareza para a explicação sobre fenômenos de comunicação com olhares voltados às comunidades e suas realidades econômicas na qual a (re)construção constante da cultura alteram, interferem e (re)criam as identidades e o imaginário dos grupos que vivem em comunidades.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2028
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000442365-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo6,15 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.