Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2662
Tipo: doctoralThesis
Título: Ser ou não ser, eis a questão: o processo de construção da identidade na pessoa com altas habilidades/superdotação adulta
Autor(es): Pérez, Susana Graciela Pérez Barrera
Orientador: Stobäus, Claus Dieter
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2008
Palavras-chave: EDUCAÇÃO ESPECIAL
SUPERDOTADOS
IDENTIDADE SOCIAL
IDENTIFICAÇÃO - BRASIL
Resumo: A pesquisa científica na área de Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD) tem se focado na compreensão de diferentes aspectos da identificação e atendimento de crianças e adolescentes. A presente tese de Doutorado é um estudo de caso qualitativo que teve como objetivo geral compreender a forma como a Pessoa com Altas Habilidades/Superdotação (PAH/SD) adulta constrói sua identidade como tal, propondo estratégias educacionais para uma construção sadia dessa identidade e para seu desenvolvimento. O referencial teórico está alicerçado nos conceitos de inteligência de Gardner (1993, 2000) e de superdotação de Renzulli (1975, 1986), buscando também autores como Erikson (1987), Woodward (2002) e Silva (2000), Gross (1998) e Silverman (1995, 1998), para auxiliar na elaboração relativa à identidade e autores que discutem o desenvolvimento humano ao longo de toda a vida, como Papalia, Olds e Feldman (2006), Schaie e Willis (2000) e Mosquera (1987), entre outros. A investigação teve como participantes 10 adultos (5 formalmente identificados e 5 que apresentavam indicadores claros de AH/SD, não identificados formalmente antes desta pesquisa), atualmente residentes em 4 estados brasileiros e 2 países estrangeiros que, em algum momento de suas vidas, viveram no Brasil. Os participantes responderam a um questionário, a uma ficha de informações pessoais e a um instrumento padronizado para avaliar indicadores de AH/SD. Para a análise dos dados foi utilizada a técnica de análise de conteúdo de Bardin (2004), que permitiu extrair dos depoimentos 3 categorias, 9 subcategorias e 5 dimensões que analisaram o autoconceito, a educação escolar e o trabalho na PAH/SD adulta.Os resultados mostraram que a construção sadia da identidade como PAH/SD está diretamente vinculada não somente à representação que seus familiares, professores e que a sociedade tiver sobre as AH/SD e sobre a PAH/SD, mas fundamentalmente à representação de AH/SD e de PAH/SD que ela assume; e que essa construção será mais sadia quanto maior for a interseção do reconhecimento, a aceitação e a valorização das AH/SD e da PAH/SD nos contextos pessoal, familiar, escolar e social, sendo essa construção influenciada por fatores de personalidade, tipo de informação/formação sobre as AH/SD e PAH/SD e os mitos e crenças sobre AH/SD. O estudo também apontou que as características próprias das PAH/SD permanecem na vida adulta, constatando-se três novas (ou renovadas): a moral e a ética como fios condutores do pensar, do sentir e do fazer; o assincronismo pessoa-sociedade e o assincronismo interpessoal. A pesquisa indica que a mulher com AH/SD constrói sua identidade de forma diferente que o homem com AH/SD e que deveriam ser estudadas formas diferenciadas de avaliar sua produção criativa, levando em conta a possível ocultação das AH/SD, a possível redução dos níveis de auto-estima e autoconfiança e a falta de modelos de mulheres com AH/SD. Constatou-se também um elevado número de parentes próximos com AH/SD, o que referenda as pesquisas que lhe atribuem também uma origem genética, assim como precocidade na leitura em todos os participantes. O estudo também comprovou a validade do instrumento para a identificação de indicadores de AH/SD em adultos. As recomendações propõem a identificação e o atendimento dos adultos com AH/SD e sugerem estratégias no âmbito universitário e no ambiente laboral.
High Abilities/Giftedness (HA/GT) scientific researches have been oriented to understand different aspects of identification of and servicing to children and adolescents. This Doctoral dissertation is a qualitative case study aiming at understanding how adult highly able/gifted persons (HA/GTP) build their identity as such, proposing educational strategies for a healthy construction of this identity and consequent development. Theoretical grounds are based on Gardner’s multiple intelligences (1993, 2000), and Renzulli’s giftedness concept (1975, 1986); Erikson (1987), Woodward (2002), and Silva (2000), Gross (1998), and Silverman (1995, 1998), for identity-related topics; as well as those authors discussing life-span human development, such as Papalia, Olds & Feldman (2006), Schaie & Willis (2000), and Mosquera (1987). Research individuals were 10 adults (5 formally identified and 5 showing clear HA/GT indicators but not formally identified before this work), currently living in 4 Brazilian states and 2 foreign countries, who had previously spent some time of their lives in Brazil. The participants have answered a questionnaire, a personal data sheet and a standardized instrument, which has been developed to assess HA/GT indicators in adults. Statements were submitted to Bardin’s content analysis technique (2004), resulting in 3 categories, 9 subcategories and 5 dimensions, which have analyzed adult HA/GTP’s self-concept, school education, and work. Findings have shown that healthy identity construction as a HA/GTP is directly linked not only to the representation their family, teachers and professors, and society had have on HA/GT and on the HA/GTP, but mainly to their own representation on HA/GT and HA/GTP.It was also clear that the greater the intersection among recognition, acceptance and appraisal of HA/GT and HA/GTP within personal, family, school and social contexts is, the healthier this construction will be, this building being affected by personality, kind of information/ formation on HA/GT and HA/GTP, as well as the myths and believes on HA/GT. The study has also indicated that HA/GTP’s own characteristics remain alive during adult life, showing three new (or renewed) ones: moral and ethics as conducting threads of HA/GTP’s thinking, feeling and doing; person-society asynchronism and interpersonal asynchronism. The research indicates HA/GT women build their identity differently than HA/GT men, and that differentiated ways of assessing creative production should be studied, considering possible HA/GT hiding, possible lower self-esteem and selfconfidence and the lack of HA/GT female models. A high number of close HA/GT relatives was also assessed, supporting those research findings attributing genetic origin to HA/GT, added to the environmental origin. Precocious reading skills were also referred by all the participants. The study has also proved the validity of the instrument developed to assess HA/GT indicators in adults. Recommendations propose HA/GT adult’s identification and servicing, suggesting strategies for high education and work environments.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2662
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000405524-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,63 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.