Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2734
Type: doctoralThesis
Title: Uma escola que se abre às diferenças: narrativas do cotidiano
Author(s): Gessinger, Rosana Maria
Advisor: Grillo, Marlene Correro
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2006
Keywords: EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
INCLUSÃO ESCOLAR
INCLUSÃO SOCIAL
EDUCAÇÃO ESPECIAL
Abstract: O presente trabalho inserido na Linha de Pesquisa Ensino e Educação de Professores, de cunho qualitativo, tem por objetivo narrar a trajetória de reconstrução de uma escola que está conseguindo, gradativamente, tornar-se inclusiva, ou melhor, aberta às diferenças de alunos. Conta-se essa história com o grupo de professoras que dela fazem parte, tendo como suporte as idéias sobre investigação narrativa de Clandinin e Conelly (2000), Ferraço (2003), Arnaus (1995), entre outros. Recorre-se à metáfora de rede para, junto com as professoras e com os teóricos que fundamentaram este trabalho, tecer conhecimentos que permitiram a construção da tese: É possível romper com a lógica da exclusão, abrindo-se a escola às diferenças. Para isso foi necessária uma ruptura consciente e coletiva, gerando mudanças de várias ordens: um movimento de formação continuada, marcado pela inclusão voluntária e compreensiva dos professores para atender às exigências de uma nova situação; mudanças nas concepções pessoais e pedagógicas que fundamentam as práticas educativas, permitindo a inclusão dos alunos, e mudanças nas relações interpessoais, incluindo-se alunos, escola, família e comunidade. A narrativa demonstra o processo pelo qual uma escola está passando para se tornar inclusiva, como uma possibilidade de romper com a lógica da exclusão. Não se procurou apresentar um modelo de escola inclusiva, tampouco os passos para chegar-se à sua construção. Foi narrada a reconstrução de uma escola, a Dora Abreu, e, com esta narrativa, espera-se contribuir para que outras escolas e seus profissionais revejam suas práticas e busquem seus próprios caminhos na mesma direção: acolher a todos os alunos, sem quaisquer condições e discriminações. Trata-se de uma narrativa aberta ao diálogo e à cumplicidade de quem estiver lendo o texto.
The present paper, inserted into the Teaching and Education Research Line based on a qualitative content has the purpose of narrating the rebuilding path of a school that has gradually been successful in becoming inclusive, better yet, open to students’ differences. This story is told along with a group of teachers who are part of this account. It is supported by ideas about narrative investigation by Clandinin and Connelly (2000), Ferraço (2003), Arnaus (1995), among others. Net metaphor has been used, together with both teachers and theorists who have founded this paper in order to remark knowledge which has allowed the construction of this thesis: It is possible to split with the logic of exclusion thus opening schools to differences. A conscious and collective rupture has been made necessary to this effect - generating changes in several fields: a movement of continuing education marked by the volunteer and thoughtful inclusion of teachers to meet the requirements of a new situation; changes in the personal and pedagogical concepts establishing educational activities that permit the inclusion of students, changes in the interpersonal relationships, including students, school, family and community. The narrative shows the process through which a school has been through in order to become inclusive as a possibility to split with the logic of exclusion. A model of inclusive school was not the highlight, not even the steps necessary to reach such construction. It has been narrated the reconstruction of a school, such as Dora Abreu, and based on this narrative, it is expected that other schools as well as professionals review their practices, and pursue their own ways towards the same direction: gathering all students without any conditions or discriminations. It is a narrative open to dialog and involvement with the ones who read the text.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2734
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000388466-Texto+Completo+Anexos+A-L-1.pdfTexto Completo Anexos AL12,87 MBAdobe PDFOpen
View
000388466-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,45 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.