Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2744
Type: doctoralThesis
Title: Uma investigação acerca dos fatores que contribuem para o mal-estar e bem-estar dos professores que trabalham com EAD
Author(s): Weber, Sueli Wolff
Advisor: Mouriño Mosquera, Juan José
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2009
Keywords: EDUCAÇÃO
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
PROFESSORES - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
SATISFAÇÃO NO TRABALHO
BEM-ESTAR PESSOAL
SAÚDE OCUPACIONAL
Abstract: Esta tese de doutorado aborda, sob a ótica qualitativa, um estudo de caso, tendo como principal objetivo apontar fatores que contribuíram, para que docentes do Curso de Pedagogia na Modalidade a Distância da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC vivenciassem estados de Bem-Estar ou de Mal-Estar no exercício de suas atividades. A pesquisa procura não só identificar esses fatores positivos, mas também avaliar se os conflitos e tensões que interferem no “animus” dos professores, provocando o Mal-Estar, acontecem em menor grau ou inexistem na docência em EaD, quando comparada com a docência do ensino presencial, ou melhor, se o sistema de EaD, implantado pela UDESC para a oferta do Curso de Pedagogia na Modalidade a Distância, propiciou aos professores desenvolverem suas atividades de forma prazerosa, ou pelo contrário, se foi preditor de Mal-Estar e insatisfação profissional. O fio condutor da pesquisa alicerça-se teoricamente, sobremaneira, nos conceitos de Mal-Estar e Bem-Estar na docência expressos por Esteve (1999) e Jesus (2002) e, também, por Mosquera e Stobäus (2005), dentre outros. A autora investiga o pensamento de quinze professores universitários que exerceram, pela primeira vez, a docência na Educação a Distância. Para a coleta dos dados, vale-se de entrevistas semi-estruturadas, via internet, através de um site elaborado especialmente para este fim.Para considerar os depoimentos dos entrevistados, utiliza a técnica de análise de conteúdo de Bardin (2004), definindo, a partir daí, as categorias, as subcategorias e as dimensões: o Bem-Estar na docência em EaD (concepção de EaD para o professor, o sentido da docência na EaD para o professor, o trabalho coletivo, cooperativo e solidário, infraestrutura organizacional da EaD na UDESC: condições de trabalho; o “animus” dos professores com relação à docência na EAD); o Mal-Estar na Docência em EAD (falta de comprometimento individual e institucional com a EAD). Os resultados da pesquisa evidenciam que os professores do Curso de Pedagogia, desenvolvido na modalidade à distância, vivenciaram muito mais intensamente o Bem-Estar do que o Mal-Estar, este último manifestado em algumas situações muito específicas. A pesquisa aponta os diversos fatores que contribuíram para o Bem-Estar dos professores, destacando as condições infraestruturais e o trabalho coletivo, cooperativo e solidário como os principais desencadeadores do Bem-Estar na docência em EaD. Sustenta que as condições infraestruturais adequadas à EaD e a ação docente coletiva, cooperativa e solidária na Educação a Distância se constituem em elementos sine qua non para a operacionalização da Educação a Distância e são imprescindíveis, para se garantir educação com qualidade e uma vivência saudável, harmoniosa, prazerosa e de Bem-Estar na docência. Ainda, a tese mostra, com base nos depoimentos dos professores, que a Educação a Distância, por múltiplas razões, é propiciadora, mais do que o ensino presencial, de Bem-Estar docente e se constitui, quando implantada com responsabilidade, quando estruturada em bases teóricas e em experiências consolidadas, uma alternativa de ensino de qualidade e de acesso à educação para mais pessoas.
This doctoral thesis is a case study under the qualitative vision and it has as main objective the identification of factors that contributed, for the teachers of the Pedagogy Course on Distance Learning from the University of Santa Catarina State – UDESC, to express feelings of well-being or discomfort in the exercise of their activities. This research not only identifies the positive factors that determine the teaching well-being, but it also takes into consideration if the conflicts and tensions that interfere in teachers "animus" by causing discomfort, occur in a lesser degree or do not exist on Distance Learning teaching when compared to the in-class teaching or if the DL system, implanted by UDESC for the provision of the Pedagogy Course on Distance Modality, has stimulated teachers to the development of activities that make them feel well and satisfied, or on the contrary, it was a predictor of discomfort and professional dissatisfaction. The theoretical reference is founded on the concepts of discomfort and wellbeing in teaching, mainly, from Esteve (1999), Jesus (2002) and also Mosquera and Stobaüs (2005) among others. The author, by opting for a qualitative case study, investigates the thoughts of fifteen teachers who had exercised, for the first time, the instructorship on Distance Education. For data collection, it has been used the semi-structured interview, via Internet, through a website prepared especially to this purpose.For data analysis, it has been used the technique of content analysis from Bardin (2004), which enabled to get categories, subcategories and dimensions from the testimonies. Research’s results show that teachers of the Pedagogy Course, which has been developed through Distance Learning, have experienced much more intensively well-being than discomfort and the latter has been manifested in some very specific situations. The study identifies various factors that contributed to the well-being of teachers, highlighting the infrastructural conditions and collective, cooperative and solidary work as the main triggers of well-being about teaching on Lit sustains that appropriate infrastructural conditions to DL along with collective, cooperative and solidary teaching actions in Distance Education become sine qua non elements for the operationalization of Distance Education and they are indispensable in order to ensure quality education, healthy experience, familiarity, harmonious, pleasurable and well-being about teaching. Finally, the thesis, which is based on statements from teachers, shows that Distance Education is, for many reasons, a propitiator of docent well-being and when it is taken seriously, structured in theoretical bases and consolidated experiments, it becomes a more democratic education alternative that allows the access to the knowledge for more people and it also allows pleasurable and well-being teaching practices to the teachers
URI: http://hdl.handle.net/10923/2744
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000412047-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo599,75 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.