Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/3580
Tipo: masterThesis
Título: Associação entre massa muscular, composição corporal e função física em idosos que praticam atividade física
Autor(es): Leite, Leni Everson de Araújo
Orientador: Gottlieb, Maria Gabriela Valle
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Fecha de Publicación: 2012
Palabras clave: MEDICINA
GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
ENVELHECIMENTO
EXERCÍCIOS FÍSICOS - IDOSOS
APTIDÃO FÍSICA
COMPOSIÇÃO CORPORAL
Resumen: Introduction: The impact of regular and irregular physical activity in body composition, muscle mass and strength of the elderly is still less studied. Objectives: We performed a study comparing the mass muscle and strength and other functional fitness variables between active elderly classified by the international physical activity questionnaire (IPAQ) that perform regular physical activity (RPA) and irregular physical activity (IPA).Method: cross-sectional study. This study was conducted in the Outpatient Clinic of the Geriatric Service of Hospital São Lucas of Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul (PUCRS), Brazil with seventy-five elderly (14 males and 61 females) that practiced regular (RPA=10) or irregular physical activity (IPA=65).Results: The biochemical, anthropometric, muscle mass and strength and mobility were evaluated. The results showed that blood pressure, glucose and lipid profile were similar between groups (p>0. 05). No significant differences were found in the anthropometric, skeletal muscle mass and force variables between two groups (p>0. 05). However, IPA elderly present best performance in TUG test than RPA elderly (p< 0. 08).Conclusion: This result were independent o sex and age of subjects (p=0. 017). Our study showed that physical activity although performed in irregular way help the elderly to maintain a safe biochemical, anthropometric and muscular force parameters, as well as, prevents falls.
Introdução:O impacto da atividade física regular e/ou irregular na composição corporal, massa e força muscular de idosos são ainda pouco estudadas. Objetivo: Foi realizado um estudo comparando força, massa muscular e outras variáveis de função física entre idosos regularmente e irregularmente ativos classificados pelo International Phisical Activity Questionnnaire (IPAQ).Método: estudo transeversal. Este estudo foi realizado no Ambulatório do Serviço de Geriatria do Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) Brasil, com 75 idosos (14 homens e 61 mulheres) que praticavam Atividade Física Regular (RAT=10) ou Irregular (IRA=65). Variáveis bioquímicas, antropométricas, massa muscular, força e mobilidade foram avaliadas. Resultados: O perfil de pressão arterial, glicose e lipídeos foram semelhantes entre os grupos (p> 0,05). Não foram encontradas diferenças significativas nas variáveis antropométricas, massa musculoesquelética e força entre os dois grupos (p> 0,05). No entanto, no IAT foi obtido um melhor desempenho no teste TUG que do dos idosos RAT (p< 0,08). Esse resultado foi independente de sexo e idade (p= 0,017).Conclusão: Nosso estudo mostrou que a Atividade Física, embora realizado de forma irregular pode ajudar os idosos a manter parâmetros seguros de forca, bioquímicos, antropométricos e muscular, bem como, evitar quedas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3580
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000438225-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial71,82 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.