Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/3937
Tipo: masterThesis
Título: "Saberei sustentar a cruz de Cristo e a bandeira da Pátria": o espiritualismo integralista na doutrina do Partido de Representação Popular : (1945-1950)
Autor(es): Merg, Camila Ventura
Orientador: Gertz, René Ernaini
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Fecha de Publicación: 2007
Palabras clave: BRASIL - HISTÓRIA POLÍTICA - SÉCULO XX
PARTIDOS POLÍTICOS - BRASIL - HISTÓRIA
PARTIDO DE REPRESENTAÇÃO POPULAR - HISTÓRIA
INTEGRALISMO - BRASIL
NACIONALISMO - BRASIL
ESPIRITUALISMO
Resumen: The present dissertation aims to analyse the integralist spiritualism of the Popular Representation Party (PRP), composing a political-religious discourse. The temporal outline covered the years of the formation and the consolidation of the party, 1945 to 1950, the period in which the integralist doctrine was readapted in the context of the Brazilian return to democracy. The spiritualism was one of the elements used as a way to legitimate the party, flitting by its political conception and creating a specific form of communication. This work was guided by three basic questions: the definition of spiritualism; its relation to the organized religions; and the penetration of the religious discourse into the political formulation. The spiritualism was intrinsically connected to the concepts of integralism, which gave its philosophical foundations, and materialism, its antithesis. It was understood as the principle that postulated the belief in God, a supreme and intervening being, and the human soul, giver of liberty and responsability. The integralism divulged the existence of a supernatural order, to which the material plane was submitted; because of that, the human activities should aim the promotion of the values of the spirit, above all the material contingences. These values were identified as being Christian, with priority to Catholicism. The integralism doctrine resembled the Catholic doctrine and its partisans sought to emphasize this resemblance. The religious bias was explored in the PRP’s discourse not only as a way to attract the faithful, but also because it gave a meaning to its proposals, acting as a justification of its conservative, and sometimes authoritarian, project. This bias had na enormous influence on the PRP’s conceptions of democracy, nationalism and anticommunism. The spiritualism wasn’t just a simple part of the party’s program; it was one of its doctrinaire cornerstones, which worked as a mean of identification and as a theoretical support for the intervention of the Integralism in the post-war era.
A presente dissertação tem como objetivo a análise do espiritualismo integralista na doutrina do Partido de Representação Popular (PRP), compondo um discurso políticoreligioso. O recorte temporal abarcou os anos de estruturação e consolidação da agremiação, 1945 a 1950, período em que a doutrina integralista precisou ser adaptada ao contexto de redemocratização brasileira. O espiritualismo foi um dos elementos utilizados como legitimação do partido, perpassando a sua concepção política e estabelecendo uma forma específica de comunicação. O trabalho foi norteado por três questões básicas: a definição de espiritualismo; a relação com as religiões instituídas; e a penetração do discurso religioso nas formulações políticas. O espiritualismo estava intrinsecamente ligado aos conceitos de integralismo, ao qual fornecia a fundamentação filosófica, e de materialismo, que representava sua antítese. Era entendido como o princípio que postulava a crença em Deus, ente supremo e regulador, e na alma humana, atribuidora de liberdade e responsabilidade. O integralismo propalava a existência de uma ordem sobrenatural, a que o plano material estaria submetido; dessa forma, as atividades humanas deveriam visar à promoção dos valores do espírito, acima das contingências materiais. Esses valores identificavam-se com os princípios cristãos e, prioritariamente, católicos. A doutrina integralista assemelhava-se com o catolicismo e seus adeptos procuraram valorizar esta semelhança. O viés religioso foi explorado no discurso do PRP não só para atrair fiéis, mas porque oferecia um nexo a suas propostas e agia como justificação de seu projeto conservador e, em alguns pontos, autoritário. Esse viés influenciou exemplarmente a concepção de democracia, o nacionalismo e o anticomunismo do PRP.O espiritualismo não era propriamente uma bandeira partidária, mas um fundamento doutrinário, que funcionava como identificação e suporte teórico para a intervenção do integralismo no pós-guerra.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3937
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000415436-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,27 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.