Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/396
Type: masterThesis
Title: Ensaio de citotoxicidade do ácido hialurônico como veículo no composto celular autógeno para enxertia óssea
Author(s): Boeckel, Daniel Gonçalves
Advisor: Teixeira, Eduardo Rolim
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Issue Date: 2011
Keywords: ODONTOLOGIA
MATERIAIS DENTÁRIOS
ÁCIDO HIALURÔNICO
REGENERAÇÃO ÓSSEA
TRANSPLANTE ÓSSEO
Abstract: Tissue engineering, using pluripotent cells, biocompatible matrixes and growth factors, may play a major role in bone regeneration. Through living tissue biopsy, it is possible to obtain mesenchymal stem cells that, when expanded and cultivated in vitro, can generate several types of tissues. Thus, it is possible to present an alternative to bone grafts, since the amount of material collected is smaller when compared to conventional bone grafts. The present research aimed to find a better biocompatible matrix, evaluating, in vitro, the cytotoxicity of TEOSYAL® hyaluronic acid directly onto pre-osteoblastic lineage mouse cells denominated OFCOL II, in a quantitative and qualitative way. The following experimental groups have been formed: A) Cells + Hyaluronic Acid (HA) + Platelet Rich Plasma with thrombin (PRP) + Hydroxyapatite (HP); B) Cells + HA + PRP + HP; C) Cells + HA + HP; D) Cells + HP; E) Cells + HA; F) Cells + PRP with thrombin; G) Cells + PRP and H) Pure DMEM with 15% of Fetal Bovine Serum (FBS), used as a positive control. The OFCOL II cells were seeded 24 hours before the experiments and incubated at 37ºC with 5% CO2. After reaching the semi-confluence, the cells were exposed to the experimental groups for an additional period of 48 hours under the same temperature and humidity conditions. The cellular viability was evaluated through MTT test and compared to the positive control group H. The numerical values, obtained in absorbance, were subjected to statistical analysis of variance (ANOVA), complemented by TUKEY test, with significance level p < 0. 05 for comparison between all groups. As for comparisons between the control and each experimental group, the T test was used. In the cell morphology evaluation, it was used optical microscopy at magnification 100x. The results proved a decrease in cell viability in groups B (67% viability) and C (68% viability), differing from group D (99% viability). When comparing each experimental group to the positive control group, a statistical difference (p < 0. 05) was obtained for groups B, C and E. Therefore, through these results, it was observed a decrease in cellular viability in the groups with the presence of TEOSYAL® hyaluronic acid. The addition of PRP to hyaluronic acid improved cell viability since it was possible to obtain a survival rate of 79% (group A), although this stimulus was insufficient to enhance it. Regarding image analysis, morphological changes were found in experimental groups and control group. It is possible to conclude that the presence of TEOSYAL® hyaluronic acid exerted a decrease effect on the cell lineage OFCOL II viability.
A engenharia tecidual, dispondo de células, matrizes biocompatíveis e fatores de crescimento, pode exercer um grande papel na regeneração óssea. Através de biopsias de tecido vivo, pode-se obter células-tronco mesenquimais que, quando expandidas e cultivadas in vitro, são capazes de originar tecidos de diversos fenótipos. Desta maneira, é possível estabelecer uma alternativa aos enxertos ósseos, uma vez que a quantidade de material coletado é menor quando comparada aos enxertos ósseos convencionais. Essa pesquisa visou contribuir para a melhor escolha de uma matriz biocompatível, avaliando in vitro, de forma direta, a citotoxicidade do ácido hialurônico TEOSYAL® sobre as células da linhagem pré-osteoblástica de camundongos denominadas OFCOL II de forma quantitativa e qualitativa. Foram criados os seguintes grupos experimentais: A) células + Ácido hialurônico (AH) + Plasma rico em Plaquetas com Trombina (PRP) + Hidroxiapatita (HP); B) células + AH + PRP + HP; C) células + AH + HP; D) células + HP; E) células + AH; F) células + PRP com trombina; G) células + PRP e H) células + DMEM puro com 15% de soro bovino fetal, utilizado como controle. As células OFCOL II foram semeadas 24 horas antes dos experimentos e incubadas em estufa a 370C com 5% de CO2. Após atingirem a semi-confluência, as células foram expostas aos diferentes estímulos conforme o grupo experimental por um período adicional de 48 horas nas mesmas condições de temperatura e umidade.A viabilidade celular foi avaliada através do teste MTT e comparada ao grupo controle H. Os valores numéricos, obtidos através de absorbância, foram submetidos à análise estatística ANOVA, complementados por TUKEY, com nível de significância p < 0,05 para comparação entre todos os grupos. Já para as comparações entre cada grupo experimental e o controle foi utilizado o Teste T. Na avaliação da morfologia celular, foi utilizada a microscopia óptica em aumento de 100x e 200x. Os resultados encontrados comprovaram uma diminuição na viabilidade celular nos grupos B (67% de viabilidade) e C (68% de viabilidade), diferindo do grupo D (99% de viabilidade). Ao comparar cada grupo experimental ao grupo controle, foi obtida uma diferença estatística (p < 0,05) para os grupos B, C e E. Portanto, foi observado, através destes resultados, uma diminuição da viabilidade celular nos grupos com a presença do ácido hialurônico TEOSYAL®. A adição do PRP ao ácido hialurônico aumentou a 8 viabilidade celular, já que foi obtida uma viabilidade de 79% (grupo A), porém, insuficiente para potencializá-la. Nas imagens, foram encontradas diferenças morfológicas entre os grupos experimentais e o grupo controle. Pode-se concluir que a presença do ácido hialurônico TEOSYAL® causou diminuição na viabilidade da linhagem celular OFCOL II.
URI: http://hdl.handle.net/10923/396
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000431500-0.pdfTexto Completo1,53 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.