Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/4419
Type: doctoralThesis
Title: Análise da expressão imunoistoquímica do fator tecidual no tumor de Wilms e sua relação com angiogênese e aspectos clínicos patológicos
Author(s): Maciel, Elinês Oliva
Advisor: Carvalhal, Gustavo Franco
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Issue Date: 2007
Keywords: MEDICINA
CIRURGIA
NEOPLASIAS
BIOLOGIA MOLECULAR
IMUNOISTOQUÍMICA
TROMBOPLASTINA
TUMOR DE WILMS
CRIANÇAS - DOENÇAS
Abstract: O Tumor de Wilms (TW) é o tumor sólido renal mais comum na criança. Apesar do bom prognóstico na maioria dos casos, muitos pacientes com doença de histologia favorável apresentam recidiva e evoluem para óbito. Tem-se buscado na biologia molecular a identificação de fatores de prognóstico mais efetivos para estas crianças. O fator tecidual (FT), uma proteína de membrana celular ligada ao desencadeamento da cascata da coagulação parece ser fundamental para a progressão de neoplasias malignas através da ativação do processo de angiogênese. A expressão do FT foi associada ao desenvolvimento de metástases e a um pior prognóstico em vários tipos tumorais. Descrevemos pela primeira vez a expressão do FT em espécimes fixados em parafina de tumores de Wilms obtidos de 41 pacientes operados no Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e no Hospital da Criança Conceição de Porto Alegre e comparamos a intensidade da sua expressão com a densidade microvascular (DMV), critérios de prognóstico estabelecidos (idade, estagiamento e histologia), recidivas tumorais e sobrevida geral. Encontramos correlação positiva entre a expressão do FT e a recidiva dos tumores e entre a expressão do FT e o óbito. Não encontramos correlação significativa entre a expressão de FT e os outros fatores de prognóstico estabelecidos, bem como com a DMV. Na análise multivariada o FT permanece como um fator independente de prognóstico para uma maior mortalidade.
Wilms tumor is the most common solid renal malignancy in childhood. Even among patients with favorable histology and staging, some recur and eventually die from the disease. Novel prognostic factors could be especially useful in the management of these children. Tissue factor (TF), a protein linked to the extrinsic coagulation pathway, is highly expressed in various tumors, and has been associated to the development of metastases and to a poor prognosis. Our study describes, for the first time, the expression of TF in paraffin-fixed specimens of Willms tumors from 41 patients treated at Hospital São Lucas da PUCRS and Hospital da Criança Conceição, Porto Alegre. The immunohistochemical expression of TF was compared to microvascular density (MVD) and to other established prognostic criteria, such as age, staging, histology, tumor recurrence, overall and cancer-specific mortality. Increased TF expression was correlated to a higher risk of tumor recurrence and death. However, there was no significant correlation between TF expression and other established prognostic factors. Likewise, TF expression was not correlated to an increased MVD. In multivariate analysis TF expression remain as a independent prognostic factor to a higher risk of death.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4419
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000401330-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo5,23 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.