Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/4822
Type: masterThesis
Title: Memória para eventos emocionais: estudos acerca da acurácia da memória e de informações centrais e periféricas do evento
Author(s): Brust, Priscila Goergen
Advisor: Stein, Lilian Milnitsky
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Issue Date: 2010
Keywords: PSICOLOGIA
MEMÓRIA - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
EMOÇÕES
Abstract: Aiming to provide scientific evidences for the literature that investigates emotional memory, the present master thesis evaluates the influence of a complex, emotionally arousing event on memory. The thesis has two empirical sections. The Empirical Section I studies the extent of memory performance through three experiments, using the Slideshow Procedure that consists of a series of slides accompanied by a narrative. The first experiment compared memory performance between the two versions between the Procedure (one emotional and one neutral) with the intent of establishing differences in true and false recall. A total of 128 undergraduate students participated in the study. In this Experiment it is possible to observe the arousal effect on the production of more false memories for the emotional version, though no impact was shown for true memory recall. Because such findings are supposedly due to immediate testing, Experiment 2 evaluated memory performance for the emotional version of the Procedure in two specific times of testing: immediate and late. A total of 75 undergraduate students participated in the study. The late memory test was held responsible for jeopardizing memory as a result of participants displaying more false memories and less true memories. Experiments 1 and 2 evaluated memory performance using free recall memory tests, which appeared to be similar to forensic real life situations, for instance, when people are questioned about what they remember in an experienced emotional event. On the other hand, experimental research is usually based on recognition memory tests, which are responsible for higher retrieval rates. This brings forth Experiment 3, which evaluated types of testing differences for an emotional event. In this Experiment, memory performance was investigated for the emotional version of the Procedure in either late recognition or free recall tests.A total of 75 undergraduate students participated in the study. The free recall test was considered more adequate for the retrieval of accurate information, because it was responsible for the production of more true memories and less false memories. The three experiments emphasize that memory performance is better for emotional events when tested immediately after the event using a free recall test. Nevertheless, the type of information (central and peripheral) that is remembered from these events intrigues researchers that suggest true memory results are constraint only to the retrieval of central information. Because no consensus has been reached on establishing a unified definition and a categorization method for information of an emotional event in central or peripheral, the available evidence invites scrutiny and suggests a search for methodological uniformity that is sought in the Empirical Section II. Therefore a definition based on the event storyline was chosen. Based on this definition, the 206 pieces of information listed from the two versions (emotional and neutral) of the Slideshow Procedure were categorized in central and peripheral. All 75 undergraduate students that participated in the study agreed in the categorization of 82% of the information. The high agreement levels in categorization of each piece of information of the Procedure justify the chosen definition and the categorization process. The establishment of methodological parameters enables more extensive comparisons among results, which might contribute to the future development of a more solid base for the comprehension of emotional memory.
Com o intuito de fornecer evidências científicas aos estudos acerca da memória emocional, a presente dissertação de mestrado investiga a influência de uma situação complexa estimulante na memória. Para isso, duas sessões empíricas foram desenvolvidas. A Sessão Empírica I visa a investigar o desempenho da memória por meio de três experimentos que empregam o Procedimento de Apresentação de Slides, que consiste na apresentação de uma seqüência de slides acompanhada por uma narrativa. O primeiro experimento comparou o desempenho da memória para as duas versões do Procedimento (uma estimulante e outra neutra), priorizando o estabelecimento de diferenças nas recordações verdadeiras e falsas. Participaram do estudo 128 estudantes universitários. Neste experimento foi possível observar o efeito do alerta emocional nos índices superiores de falsas memórias para a versão estimulante e na ausência de impacto na memória verdadeira. Porque esse resultado parece ser em função do teste de memória ter sido aplicado imediatamente após a apresentação do material-alvo, o Experimento 2 avaliou o desempenho da memória para a versão estimulante do Procedimento em dois momentos da testagem (imediato e posterior). Participaram do estudo 75 estudantes universitários. O teste de memória posterior apresentou prejuízos na memória, uma vez que houve um aumento das falsas memórias e uma diminuição das memórias verdadeiras. Os Experimentos 1 e 2 estudaram o desempenho da memória por meio de testes de recordação livre, que parecem estar mais próximos de simular o que acontece em casos jurídicos, por exemplo, quando o indivíduo é questionado sobre o que lembra de um evento emocional vivenciado. Por outro lado, em estudos experimentais geralmente utilizamse testes de reconhecimento, pois são responsáveis pela recuperação de mais informações. Com o intuito de verificar se esta diferença no tipo de teste pode ser observada mesmo para uma situação emocional, o Experimento 3 comparou o desempenho da memória para a versão estimulante do Procedimento entre um teste de recordação livre e um de reconhecimento uma semana após a apresentação do estímulo. Participaram do estudo 75 estudantes universitários. O teste de recordação livre se mostrou mais adequado para obtenção de lembranças precisas, uma vez que é responsável pela produção de mais lembranças verdadeiras e menos falsas memórias. No conjunto, os três experimentos destacam que a precisão memória para eventos complexos emocionais está relacionada a uma avaliação imediata da memória por meio de um teste de recordação livre. No entanto, o tipo de informação (central e periférica) que é lembrado nesses eventos ainda intriga os pesquisadores que sugerem que os padrões destacados de lembrança verdadeira se referem apenas a informações centrais. Porque a literatura até o presente momento aponta para diferentes definições e métodos de categorização das informações de um evento emocional em centrais e periféricas, a Sessão Empírica II submete tais pesquisas a escrutínio e sugere uma uniformidade metodológica. Para isso, optou-se por uma definição fundamentada na essência do evento emocional. Seguiu-se à definição a categorização em centrais e periféricas de 206 informações elencadas a partir das duas versões (estimulante e neutra) do Procedimento de Apresentação de Slides. Participaram do estudo 233 estudantes universitários que concordaram na classificação de 82% das informações. Os altos índices de concordância na avaliação de cada informação do Procedimento independentemente da versão justificam a escolha da definição e do método de categorização. O estabelecimento de parâmetros metodológicos permite comparações mais amplas dos resultados que podem contribuir para o futuro desenvolvimento de bases sólidas para a compreensão da memória emocional.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4822
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000421877-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,9 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.