Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5188
Type: doctoralThesis
Title: O trabalhador e as repercussões do adoecimento e acidente de trabalho na sua vida
Author(s): Rodrigues, Priscila Françoise Vitaca
Advisor: Bellini, Maria Isabel Barros
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Issue Date: 2012
Keywords: SERVIÇO SOCIAL
TRABALHO E TRABALHADORES
ACIDENTES DE TRABALHO
TRABALHADORES - SAÚDE
SAÚDE OCUPACIONAL
Abstract: The present thesis had the objective to identify and analyze situations of illnesses and accidents in the workplace as well as their repercussions in the worker’s lives. It started from the exploratory and descriptive qualitative approach with theoretical-epistemological critical and dialectical references in order to contribute to researches referring to the worker’s health through studies, policies and strategies that aim at the guarantee of rights, social inclusion and emancipation. The subjects that constituted this research were ill and injured workers in consequence of work, originally from the municipality of Porto Alegre/ Rio Grande do Sul State, from 2007 to 2010. The study has involved the documental research of the notifications held in the Worker’s Health Notification System (SIST) of the State Bureau of Health of Rio Grande do Sul (SES/RS), has mapped the notification tools of work related accidents and illnesses used by the sector services to characterize the structure of the worker’s health care services, the demands in the Worker’s Health Policies and their ways of access and of service to the population, factors that enable or hamper the access to the social rights, and has also outlined the profile of the injured and sick workers by identifying the conditions that might be influencing situations of accidents and morbimortality.A form type instrument has also been applied, through interviews with the workers selected for the sample, identifying and analyzing the repercussions of the accident and/or illness in consequence of work in the workers’ lives. The survey findings show that the Notification System in Workers Health (SIST) although it constituting in an important instrument of notification of illness and accidents related to work, aiming to address the under reporting by health surveillance of workers; contradictory in practice, this has been accomplished partially with results in reducing the number of notifications, as well as filling in incomplete information, thus hampering the knowledge about the reality of injuries resulting from work. Also the study noted the absence of specific information, especially about the repercussions of the illness and accidents at work are focused on workers without direct impact on family relationships, affective, in the last analysis, in social life. In this context, which constitutes a serious social problem, actions are necessary for the production of more detailed information, to identify conditions that may be influencing the illness and accidents at work, considering that the occurrence of these conditions imply a thorough investigation to unveil the network of factorsc involved that contributed to its occurrence. Furthermore, the study points to the urgency of wide discussion in the national policy in occupational health, looking, for example, the impact that illness and accidents at work in relationships have, that is, beyond the working life. Finally, the study concluded that the fear of having an accident and worsening of the disease is closely related to the maintenance of the workplace, showing the importance that the work has in the lives of the interviewees in relation to recognition and guarantee of citizenship.
A presente tese teve por objetivo identificar e analisar situações de adoecimentos e acidentes de trabalho e suas repercussões na vida do trabalhador. Partiu da abordagem qualitativa do tipo exploratório e descritivo com referencial teórico-epistemológico dialético-crítico a fim de contribuir com pesquisas referentes à saúde do trabalhador por meio de estudos, políticas e estratégias que visem à garantia de direitos, inclusão e emancipação social. Constituíram sujeitos desta pesquisa trabalhadores adoecidos e acidentados em decorrência do trabalho, oriundos do município de Porto Alegre/Rio Grande do Sul, no período de 2007 a 2010. O estudo envolveu a pesquisa documental das notificações contidas no Sistema de Notificações em Saúde do Trabalhador (SIST) da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS), e mapeou os instrumentos de notificação de acidentes e doenças relacionados ao trabalho utilizados pelos serviços setoriais para caracterizar a estrutura dos serviços de saúde do trabalhador, as demandas na Política de Saúde do Trabalhador e suas formas de acesso e de atendimento à população, fatores que possibilitam ou dificultam o acesso aos direitos sociais, bem como delineou o perfil dos trabalhadores acidentados e adoecidos identificando as condições que podem estar influenciando situações de acidentes e de morbimortalidade. Utilizou-se também a aplicação de instrumento do tipo formulário em entrevista com os trabalhadores selecionados, identificando e analisando as repercussões do acidente e/ou adoecimento decorrentes do trabalho na vida dos trabalhadores.A pesquisa evidenciou que o Sistema de Notificações em Saúde do Trabalhador (SIST) embora se constitua em um importante instrumento de notificação de adoecimentos e acidentes relacionados ao trabalho, tendo por objetivo enfrentar a sub-notificação por meio da vigilância em saúde do trabalhador; contraditoriamente, na prática, esta vem sendo efetivada de forma parcial com resultado na redução do número de notificações, bem como no preenchimento incompleto das informações, dificultando, assim, o conhecimento sobre a realidade dos agravos decorrentes do trabalho. Igualmente, o estudo observou a ausência de informações específicas, principalmente quanto aos rebatimentos do adoecimento e acidente de trabalho no âmbito da família, evidenciando a noção de que o adoecimento e o acidente de trabalho estão centrados no trabalhador sem repercussões diretas nas relações familiares, afetivas, em última análise, na vida social. Diante desse contexto, que se configura como um sério problema social, são necessárias ações que visem à produção de informações mais detalhadas, permitindo identificar as condições que podem estar influenciando os adoecimentos e acidentes de trabalho, tendo em vista que a ocorrência desses agravos implica em uma investigação meticulosa a fim de desvendar a rede de fatores envolvidos que contribuiu para a sua ocorrência. Ademais, o estudo aponta para a urgência de ampla discussão no âmbito da Política Nacional de Saúde do Trabalhador, contemplando, por exemplo, as repercussões que tem o adoecimento e acidente de trabalho nas relações afetivas, isto é, para além da vida laboral. Por fim, o estudo concluiu que o temor de se acidentar e de agravamento da doença, está intimamente relacionado à manutenção do posto de trabalho, revelando a centralidade que tem o trabalho na vida dos entrevistados enquanto reconhecimento e garantia de cidadania.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5188
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000437982-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,54 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.