Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/6653
Tipo: masterThesis
Título: Os efeitos fisiológicos de um protocolo de exercícios dentro e fora da água em idosas que usam ou não fármacos cardiovasculares
Autor(es): Rosa, Ignaldo Paz da
Orientador: Schneider, Rodolfo Herberto
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Fecha de Publicación: 2013
Palabras clave: MEDICINA
GERONTOLOGIA
ENVELHECIMENTO
EXERCÍCIOS FÍSICOS - IDOSOS
HIDROGINÁSTICA
MEDICAMENTOS
LACTATOS - USO DIAGNÓSTICO
Resumen: A atividade física influencia de forma importante na saúde do ser humano participando de um envelhecimento bem-sucedido através de mecanismos fisiológicos, alguns ainda não bem conhecidos.Objetivo: Analisar o efeito de um protocolo de exercícios dentro e fora da água na frequência cardíaca e nos níveis de lactato sanguíneo em idosas fisicamente ativas, praticantes de hidroginástica e que usam ou não fármacos cardiovasculares.Métodos: Estudo longitudinal, observacional, analítico e prospectivo com idosas de 60 anos ou mais com pelo menos 6 meses de prática de hidroginástica na Escola de Natação do Parque Esportivo da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Brasil, e que utilizassem fármacos da classe cardiovascular, outros fármacos ou nenhuma medicação. Foi aplicado protocolo de exercícios em duas sessões, uma fora e outra dentro da água, cada uma com a execução de 18 exercícios divididos em três blocos de seis exercícios, onde cada bloco teve três exercícios de pequena amplitude (corrida à frente, corrida lateral e corrida para trás) e três exercícios de grande amplitude (chute à frente, chute lateral e ântero-posterior). Foram aplicados com ritmo de uma música em 120 batimentos por minuto, durante 10 minutos e 30 segundos (sem intervalos). Para a análise foi utilizado o teste Exato de Fisher, teste t de Student, Wilcoxon eMann-Whitney. O nível de significância foi de 5%.Resultados: Participaram 14 idosas com idade média de 67,29±4,61 anos (8 com uso de fármacos cardiovasculares e idade de 68,73 ± 4 anos, 3 com uso de outros fármacos e idade de 66,33 ± 46,62 anos e 3 sem uso de nenhum fármaco e idade de 64,67± 1,97 anos). Houve uma redução do lactato sanguíneo no grupo cardiovascular dentro e fora da água de 3,92±1,27 para 2,42±0,92, respectivamente (p=0,023). Não houve diferença da FC dentro e fora da água nos diferentes grupos de fármacos.Conclusão: A comparação da frequência cardíaca e do lactato entre as idosas que usam ou não fármacos da classe cardiovascular não mostrou diferença significativa, tanto dentro quanto fora da água. As idosas que realizaram exercícios fora da água mostraram um aumento nos níveis de lactato sanguíneo significativamente maiores em relação às idosas que realizaram exercícios dentro da água, tanto no grupo que usa como no grupo que não usa fármacos cardiovasculares.
Physical activity has great influence in health, taking part on a successful aging through physiological mechanisms, some of them not well known.Objective: Evaluate the effects of heart rate and blood lactate from a protocol of exercises in and outside the water on physically active elder, that practice hydrogymnastics and adminisrated or not cardiovascular medicines.Methods: longitudinal, observational, analytic and prospective study on elderly women who are sixty years old or more with 6 months practice of hydrogymnastic on the swimming school from Parque Esportivo da Pontificia Universidade Catolica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Brazil and that administrated cardiovascular medicine,other medicines or none. It was applied a roll of exercises in two rounds. One of them inside the water and other outside, each of them contained the practice of 18 exercises set on 3 rounds of 6 exercises, in which each round had three exercises of small amplitude (running, side-running, back-running) and three exercises of high amplitude (front Kick, side kick and anthero posterior kick). They were set on a music rhythm of 120 bpm, during 10 minutes and 30 seconds (no interruption). For the analysis, the Exato de Fischer test, test t student, Wilcoxon and Mann- Whitney. The level of significance was of 5%.Results: There participated 14 elder women average age from 67,29±4,61 years old (8 of them under the administration of cardiovascular medicines an average age of 68,73 ± 4 years old, 3 of them under administration of other medicines and average age of 66,33 ± 46,62 years old and 3 with no use of medicines and average age of 64,67± 1,97 years old ). There was a reduction of blood lactate on the cardiovascular group inside and outside the water of 3,92±1,27 to 2,42±0,92, respectively (p=0,023). there was no difference in HR inside and outside water from different medicine groups.Conclusion: The comparison between heart rate and lactate among elder women wether using or not medicines from cardiovascular field has shown no significative difference, even in or outside the water. The elder women that practiced exercises outside the water showed a rise on the blood lactate level significantly higher in relation to those who practiced exercises inside the water, even in the group that uses or doesn't use cardiovascular medicines.
URI: http://hdl.handle.net/10923/6653
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000458725-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,54 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.