Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7100
Registro Completo de Metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorZorzo, Avelino Francisco
dc.contributor.authorGuarienti, Priscila
dc.date.accessioned2015-04-30T14:04:06Z-
dc.date.available2015-04-30T14:04:06Z-
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/7100-
dc.description.abstractTechnology advances have allowed software systems to become more common in our society solving different types of problems we face everyday. This widespread use of software systems brought about some bigger and more complex solutions, which resulted in more systems that can fail. Furthermore, two important aspects in the software development process are being considered in every project: time to delivery and product quality. Since products have to be delivered faster, some faults may reside in the product and that could cause unforeseeable costs. In this scenario it is fundamental that the testing activity become one of the most important parts of the software development process to guarantee the quality of the final product. However, the testing activity is usually very expensive and time consuming, since most of the time it is executed manually. To improve that, Model Based Testing (MBT) has been used lately to generate testing artifacts automatically. These artifacts are usually extracted from the system model. This has helped to reduce the cost of testing, since the time to generate and execute tests can be reduced. Therefore, the main contribution of this work is to investigate how MBT can be applied for performance testing, i. e. how to include timing constraints in UML (Unified Modeling Language) diagrams and based on those constraints to execute the tests and verify whether the constraints are met or not. Another contribution of this work, is the setting of Service Level Agreements, i. e. set parameters to verify whether a system delivery answers based on pre-determined values. We applied our strategy to two sample applications, i. e. TPC-W and Skills, and measured their execution time using the LoadRunner Tool. Furthermore, we applied our whole strategy also to a complete case study, i. e. ChangePoint, and discuss some of our results.en_US
dc.description.abstractCom o avanço da tecnologia, os sistemas se tornaram cada vez maiores e mais complexos, e, consequentemente, mais suscetíveis a defeitos. Aliado a isso, estão presentes dois fatores cruciais no processo de desenvolvimento de software: os prazos de entrega dos projetos e a qualidade do produto, uma vez que a existência de pequenas falhas pode levar a prejuízos incalculáveis. Nesse aspecto, se torna indispensável incluir a atividade de teste como parte do projeto de software, a fim de garantir certo de nível de confiabilidade. Porém, a realização da atividade de teste é geralmente bastante onerosa durante o desenvolvimento de um sistema de software. Isso ocorre porque boa parte dessas atividades são executadas manualmente. Nesse sentido, a abordagem de Teste Baseado em Modelos (Model Based Testing - MBT) é uma técnica que consiste na geração automática dos artefatos de teste com base em informações extraídas dos modelos de software. Isso tem sido uma alternativa para mitigar estes custos e tornar o processo de teste mais eficiente, reduzindo o tempo de geração e execução dos casos de teste. Neste contexto, a principal contribuição deste estudo é investigar a abordagem de MBT para teste de desempenho, relacionando estimativas de tempo aos modelos UML (Unified Modeling Language)e com base nessas estimativas medir o tempo de execução das sequências de teste. Outro fator é a definição dos Acordos de Nível de Serviço - SLAs, que tem como objetivo definir indicadores a serem atingidos que possam de fato serem medidos e assegurar que um serviço seja disponibilizado de forma correta e adequada. Diante disso, a partir de um cenário de teste é possível medir e monitorar o tempo de execução das sequências de teste avaliando se estão em conformidade com o SLA definido. Após a realização dos testes é possível coletar e analisar os resultados obtidos, além de comparar com os requisitos de tempo inicialmente estimados nos modelos. Nós aplicamos a nossa abordagem em duas em duas aplicações: TPC-W e Skills, e medimos seus tempos de execução usando a ferramenta LoadRunner. Além disso, aplicamos nossa abordagem também para um estudo de caso completo, usando a aplicação ChangePoint, e discutimos alguns dos resultados.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.rightsopenAccessen_US
dc.subjectINFORMÁTICApt_BR
dc.subjectENGENHARIA DE SOFTWAREpt_BR
dc.subjectSOFTWARE - AVALIAÇÃOpt_BR
dc.titleAbordagem de análise do tempo de resposta para teste de desempenho em aplicações webpt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Informáticapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Computaçãopt_BR
dc.degree.levelMestradopt_BR
dc.degree.date2014pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000467155-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,76 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.