Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/7363
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBós, Ângelo José Gonçalves
dc.contributor.authorPereira, Gustavo Nunes
dc.date.accessioned2015-06-10T02:05:12Z-
dc.date.available2015-06-10T02:05:12Z-
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/7363-
dc.description.abstractIntroduction: The oldest old (80 years and older), are the segment of the population which has increased the most in Brazil. Among the leading causes of death in the oldest old are respiratory diseases, which average annual rate is 10 times higher than in the age group 60-69 years-old. Loss of muscle mass is a common factor in the aging process and can be associated with a decrease in the respiratory function. Objective: to investigate the association between handgrip strength (HGS) and respiratory muscle strength (MIP and MEP) in the oldest old, as well as understand the factors potentially associated with HGS. Methods: descriptive and analytical study with convenience sampling. Results: The oldest old with higher HGS showed higher values of MIP and MEP. Functional disability was the variable most associated with HGS, the greater the degree of dependence, the worse the test result. Conclusion: The HGS is an important predictor of MIP and MEP. Therefore, motor physical therapy in the oldest old should also be prioritized in the rehabilitation of respiratory diseases. The maintenance of muscle strength can be a determining factor in the preservation of functional ability in the oldest old.en_US
dc.description.abstractIntrodução: Idosos com 80 anos ou mais, chamados longevos, são a camada da população que mais tem crescido no Brasil. Entre as principais causas de mortalidade em longevos estão às doenças respiratórias, cujo coeficiente médio anual é 10 vezes superior ao do grupo etário de 60 a 69 anos. A perda da massa muscular é um fator comum no processo de envelhecimento e que pode estar relacionada com a diminuição da função ventilatória. Objetivo: Verificar a associação entre a força de preensão palmar (FPM) e a força da musculatura ventilatória (PImax e PEmax) em longevos, assim como compreender os fatores potencialmente associados à FPM.Métodos: Estudo observacional descritivo e analítico, com amostragem por conveniência. Resultados: Longevos com maior FPM, apresentaram maiores valores de PImax e PEmax. A incapacidade funcional foi a variável com maior associação com FPM, quanto maior o grau de dependência, pior o resultado no teste. Conclusão: A FPM foi um importante preditor da PImax e PEmax. Portanto, a realização da fisioterapia motora nos longevos deve também ser priorizada na reabilitação de doenças respiratórias. A manutenção da força muscular pode ser um fator determinante na preservação da capacidade funcional em longevos.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.rightsopenAccessen_US
dc.subjectMEDICINApt_BR
dc.subjectGERONTOLOGIA BIOMÉDICApt_BR
dc.subjectGERONTOLOGIApt_BR
dc.subjectGERIATRIApt_BR
dc.subjectFISIOTERAPIApt_BR
dc.subjectIDOSOSpt_BR
dc.subjectFORÇA MUSCULARpt_BR
dc.subjectDOENÇAS RESPIRATÓRIASpt_BR
dc.titleForça de membros superiores como preditor da função muscular ventilatória em longevospt_BR
dc.typedoctoralThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInst. de Geriatria e Gerontologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédicapt_BR
dc.degree.levelDoutoradopt_BR
dc.degree.date2015pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000470114-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,75 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.