Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/8365
Tipo: doctoralThesis
Título: Metabolismo cerebral e permeabilidade da barreira hematoencefálica em um modelo experimental de síndrome da encefalopatia reversível posterior
Autor(es): Marrone, Luiz Carlos Porcello
Orientador: Costa, Jaderson Costa da
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Fecha de Publicación: 2016
Palabras clave: ENCÉFALO
BARREIRA HEMATOENCEFÁLICA
CEFALEIA
NEUROLOGIA
MEDICINA
Resumen: Introduction: The Posterior Reversible Encephalopathy Syndrome (PRES) is a clinicoradiologic entity characterized by headache, altered level of consciousness, seizures and visual abnormalities, which is associated with an encephalic white matter edema, predominantly affecting the occipital and parietal lobes. The pathophysiology of PRES remains unclear. In a previous study, we developed an experimental model to better understand the cerebral changes of this syndrome in cases related to pregnancy disorders. The use of microPET-CT with 18F-FDG is a way of assessing brain metabolism changes related to PRES, allowing perform a follow up of these changes in subsequent exams. Objectives: The aim of this study is to evaluate the changes of the glucose cerebral metabolism and the permeability of blood brain barrier in pregnant rats submitted to Reduced Uterine Perfusion Pressure (RUPP) in comparison with pregnant control rats. Methods: Pregnant rats were divided in two groups: RUPP group and control group. Animals of the RUPP group underwent the procedure to reduce uteroplacental perfusion pressure. The animals of both groups were submitted to two microPET-CT scans with 18F-FDG (before and after the delivery) and then, we evaluate the permeability of blood brain barrier using Evans blue. Results: Evaluating the results of microPET-CT scans with 18F-FDG in the ten animals that were submitted to RUPP procedure in comparison with the six pregnant controls animals, there is a cerebral hypometabolism in the exam realized in period before the delivery in the group of rats underwent RUPP. In the postpartum period this result is reversed and the group of animals subjected to the procedure presents a cerebral hypermetabolism when compared to control group. Evaluating the permeability of the blood-brain barrier with Evans blue, 8 of 10 animals (80%) that were submitted to RUPP procedure had the pigment in brain parenchyma, which was not found in any of six animals of the control group. Conclusion: In this study we described a pattern of lower brain metabolism in Wistar rats submitted to RUPP procedure when compared to pregnant control rats before the delivery using microPET-CT with 18F-FDG for this evaluation. After delivery, there is an inversion and the group of animals submitted to RUPP procedure becomes hypermetabolic when compared to the control group using the same technique for measurement of glucose metabolism. The Evans Blue impregnating maintains the same brain tissue after passing seven days of the completion of delivery, and microscopic changes also persist.
Introdução: A Síndrome da Encefalopatia Reversível Posterior (Posterior Reversible Encephalopathy Syndrome - PRES) é uma entidade clinico-radiológica caracterizada por cefaléia, alteração do nível de consciência, crises convulsivas e alteração visual, a qual está associada a edema na substância branca encefálica, predominantemente acometendo os lobos occipitais e parietais. A fisiopatologia do PRES permanece desconhecida. Em estudo prévio desenvolvemos modelo experimental para melhor entender as alterações cerebrais dessa síndrome nos casos relacionados a distúrbios da gestação. O uso de microPET-CT com 18F-FDG é um modo de avaliar as modificações de metabolismo cerebral relacionadas ao PRES, permitindo o acompanhamento dessas modificações em exames subsequentes. Objetivos: O objetivo desse trabalho é avaliar as modificações do metabolismo de glicose cerebral e da permeabilidade da barreira hematoencefálica em ratas gravidas submetidas ao procedimento RUPP em relação a ratas gravidas controle. Métodos: Ratas gravidas foram divididas em dois grupos: grupo RUPP e grupo controle. Os animais do grupo RUPP realizaram o procedimento para redução da pressão de perfusão útero-placentária. Os animais dos dois grupos foram submetidos a dois exames de microPET-CT com 18F-FDG (antes e após o parto) e, posteriormente a avaliação da permeabilidade da barreira hematoencefálica com uso de azul de Evans. Resultados: Avaliando-se o resultado dos exames de microPET-CT com 18F-FDG nos dez animais que foram submetidos ao procedimento da RUPP em relação aos seis animais controles encontramos que ocorre um hipometabolismo nas ratas que foram submetidas à RUPP no período antes do parto. Já no período de puerpério, esse resultado se inverte e o grupo de animais submetido ao procedimento apresenta um hipermetabolismo quando comparado ao controle. Ao avaliar-se a permeabilidade da barreira hematoencefálica ao azul de Evans, encontramos que em 8 dos 10 animais (80%) submetidos à RUPP havia a presença do pigmento, o qual não foi encontrado em nenhum dos seis animais do grupo controle. Conclusão: Nesse estudo encontramos um padrão de menor metabolismo cerebral em ratas Wistar submetidas à RUPP quando comparado às ratas do grupo controle antes da realização do parto utilizando microPET-CT com 18F-FDG para essa avaliação. Após o parto, ocorre uma inversão e o grupo de animais submetidos à RUPP passa a ser o de maior metabolismo em comparação aos animais do grupo controle utilizando a mesma técnica para aferição do metabolismo de glicose. O azul de Evans mantém impregnando o tecido cerebral mesmo após a passagem de sete dias da realização do parto, assim como as alterações microscópicas também persistem.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8365
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000478705-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo11,36 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.