Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/8405
Tipo: masterThesis
Título: Os efeitos da cultura nacional no desenvolvimento de sistemas de informação em equipes globalmente distribuídas
Autor(es): Alvarenga, Fernando Zeni
Orientador: Testa, Mauricio Gregianin
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Fecha de Publicación: 2016
Palabras clave: CULTURA ORGANIZACIONAL
ADMINISTRAÇÃO DE PROJETOS
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
Resumen: In recent years, the process of developing information systems (IS) through globally distributed teams is a common practice in the industry and various companies have adopted this method. These companies have a clear main objective: to achieve a lower cost of information systems development, and to maintain or add value to the final result of this process, i. e., a more stable and efficient code. Besides these points, other factors support this practice: creating an alternative supply of workers that are able to meet the growing demand for development of IS as well as introduce more hours a day of work, i. e., before there was a limiting work for eight hours, today this same offer can reach twenty-four uninterrupted hours in shifts distributed in Malaysia, India, Brazil and the USA, featuring a style of workflow called follow-the-sun, that is, fewer days are required to develop a new information systems or improvements in the current applications (KROLL et al., 2013). However, adherence to this practice reveals significant challenges related to cultural differences, which are due to their nature, complexity, difficult to understand and difficult situations go beyond simple and tangible as: reducing the immediate contact between members of the same team and time difference between various time zones. In this sense, cultural events, if ignored or poorly managed, may negatively affect the achievement of the goals of the project management of IS and thus there is a possibility of causing several damages to the organization and its stakeholders. Thus, this dissertation seeks to address the following research question: what are the effects of national culture expressed by globally distributed teams in successful project management information systems development factors? To answer this question, a survey with a qualitative phase, exploratory, in a company that adopts the practice of IS development through globally distributed teams was held and using two data collection instruments: observation and 38 interviews on the spot with participants from Brazil, United States, India and Malaysia. From the results of the study of Hofstede and his cultural dimensions, the data collected were related cultural events and the impact of reaching the management objectives executed projects internationally.
Nos últimos anos, o processo de desenvolvimento de sistemas de informação (SI) utilizando times globalmente distribuídos é uma prática comum na indústria e diversas organizações adotam esse método. Dessa maneira, as companhias têm como objetivos principais: alcançar, entre outros aspectos, um menor custo de desenvolvimento do sistema de informação e manter ou agregar valor ao resultado final desse processo, ou seja, um código mais estável e eficaz. Além desses pontos, outros fatores suportam essa prática: criar uma oferta alternativa de trabalhadores capazes de atenderem a demanda crescente de desenvolvimento de SI assim como introduzir mais horas ao dia de trabalho, ou seja, se antes existia um expediente limitante de oito horas, hoje essa mesma oferta pode alcançar vinte e quatro horas ininterruptas em turnos de trabalho distribuídos na Malásia, Índia, Brasil e EUA, o que caracteriza um estilo de fluxo de trabalho denominado follow-the-sun, isto é, menos dias são necessários para desenvolver um novo sistema de informação ou introduzir melhorias nos atuais (KROLL et al., 2013). Entretanto, a adesão a essa prática revela significantes desafios relacionados às diferenças culturais presentes nessas equipes, os quais são, devido a sua natureza, complexos, de difícil compreensão e vão além de situações problemáticas mais simples e tangíveis como: redução do contato imediato entre os membros de uma mesma equipe e diferença de horas entre fusos horários distintos. Nesse sentido, manifestações culturais, caso sejam ignoradas ou mal gerenciadas, podem influenciar negativamente no atingimento das metas da gestão de projetos de SI e, dessa forma, existe a possibilidade de causar diversos prejuízos para a organização e seus stakeholders. Dessa forma, essa dissertação procura satisfazer a seguinte questão de pesquisa: quais os efeitos da cultura nacional manifestadas por times globalmente distribuídos nos fatores de sucesso da gestão de projetos de desenvolvimento de sistemas de informação? Para responder a essa pergunta, foi realizada uma pesquisa com uma fase qualitativa, de caráter exploratório, em uma empresa que adota a prática de desenvolvimento de SI através de times globalmente distribuídos e com dois instrumentos de coleta de dados: observação e 38 entrevistas in loco com participantes do Brasil, Estados Unidos, Índia e Malásia. A partir dos resultados do estudo de Hofstede e suas dimensões culturais, os dados coletados foram relacionadas as manifestações culturais e o impacto dessas no atingimento de objetivos da gestão de projetos executados internacionalmente.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8405
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000478933-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,03 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.