Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/852
Tipo: article
Título: Influence of the Carabelli Tubercle on the chamber roof topography from extracted human first upper molars.
Influência do Tubérculo de Carabelli na topografia do teto da câmara pulpar de primeiros molares superiores.
Autor(es): Vier-Pelisser, Fabiana Vieira
Só, Marcus Vinicius Reis
Broilo, Leonardo
Oliveira, Lúcio Susin de
Pelisser, Audrei
Editora: Associação Brasileira de Odontologia
Data de Publicação: 2007
Volume: 15
Número: 4
Página Inicial: 277
Página Final: 280
Palavras-chave: MOLAR
ANATOMIA & HISTOLOGIA
CAVIDADE DA POLPA DENTÁRIA
ODONTOLOGIA
Resumo: O objetivo do estudo foi analisar a topografia do teto da câmara pulpar (CP) de 1os molares superiores (MS) permanentes, mediante a presença e o tamanho do Tubérculo de Carabelli (TC). Trinta MS foram divididos em três grupos contendo 10 dentes: 1 - com TC pronunciado; 2 – com TC pouco proeminente; 3 – TC ausente. Os dentes foram desgastados transversalmente, de oclusal para cervical, até a exposição de todos os cornos pulpares, e, a seguir, de apical para cervical, eliminando-se o assoalho de CP, sem tocar no teto correspondente. A forma do teto da CP foi desenhada, mediante o traçado de linhas tangentes aos cornos pulpares. Em todos os espécimes foram encontrados 4 cornos pulpares. A forma da CP foi trapezoidal a quadrangular em 100% dos casos. Concluiu-se que a forma do teto da CP de 1os MS é trapezoidal a quadrangular, em função da presença de 4 cornos pulpares, independentemente da existência e tamanho do TC. A forma de contorno da abertura coronária de 1ºs MS deve ser trapezoidal a quadrangular.
The aim of this study was to analyze the pulp chamber roof topography from extracted human permanent first upper molars taking into account the presence and size of the Carabelli Tubercle (CT). Thirty (30) upper molars were divided into three groups of ten (10) samples. Group1: showing pronounced CT; Group 2: showing lightly pronounced CT; Group 3: absence of CT. The samples were abraded transversally on an oclusal-cervical direction until all pulp horns were exposed and then on an apical-cervical direction in order to eliminate the pulp chamber floor without touching the corresponding roof. The specimens were photographed and the number of pulpal horns registered. The shape of the pulp chamber roof was drawn using lines tangential to the pulpal horns. All specimens presented four (04) pulpal horns. The pulp chamber was trapezium- to square-shaped in all cases. It appears from the present study that the pulp chamber roof from first upper molars is trapezium- to square-shaped due to the presence of four (04) pulpal horns irrespective of the CT presence or size.
URI: http://hdl.handle.net/10923/852
ISSN: 0104-3072
Aparece nas Coleções:Artigo de Periódico

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Vier-Pelisser et al. 2007 Rev ABO Nac.pdfTexto Completo156,67 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.