Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/9011
Tipo: masterThesis
Título: A influência do ambiente organizacional na motivação para prática de crimes cibernéticos
Autor(es): Garcia, Plinio Silva de
Orientador: Moron, Marie Anne Macadar
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Data de Publicação: 2016
Palavras-chave: COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
AMBIENTE DE TRABALHO - ADMINISTRAÇÃO
SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
INTERNET - CRIMES
ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
Resumo: The motivation of people to the practice of cybercrimes has been investigated in order to improve the effectiveness and efficiency of cybersecurity at the organizational level. The fairness of management decisions on rewards and recognition, equality and fairness of organizational policies and practices, the quality of interpersonal treatment, preserving the respect and dignity of people, as well as transparency, clarity and accuracy of the information are elements inherent to the workplace. The experience of situations related to these elements produces emotions in people, which occasionally are negative emotions such as frustration, stress, anger or discontent. These factors influence the motivation of criminal individuals by developing negative feelings. The perception of organizational injustice and the consequent feeling of dissatisfaction experienced by workers can stimulate retaliation against their organization and its members. This study aimed to analyze how the organizational perceptions of unfairness motivate insiders to commit cybercrimes in the organizations where they work. Semi-structured interviews with cybersecurity experts who worked for Brazilian organizations were conducted. These professionals have at least five years of experience in the field. The narratives of the respondents have produced data that was transcribed, analyzed and categorized for subsequent interpretation. In this research, revenge and greed were identified as the main motivating factors for cybercrime, with an important and complementary participation of elements related to opportunity, habits, association, and especially impunity. The expectation that there will be no punishment for a crime encourages the commission of cybercrimes.The results suggest that the perception of injustice in the Brazilian organizational context produces primarily negative feelings such as low self-esteem, frustration, and lack of guilt in individuals and that these emotions motivate people to commit cybercrimes in the organizations where they work.
A motivação das pessoas para a prática de crimes cibernéticos vem sendo investigada com objetivo de melhorar a eficácia e a eficiência da segurança cibernética em âmbito organizacional. A equidade das decisões gerenciais sobre recompensas e reconhecimento, a igualdade e imparcialidade de políticas e práticas organizacionais, a qualidade do tratamento interpessoal, preservando o respeito e a dignidade das pessoas, bem como a transparência, clareza e precisão das informações comunicadas são elementos inerentes ao local de trabalho que impactam nas emoções das pessoas. Esses fatores influenciam a motivação criminal dos indivíduos, mediante o desenvolvimento de sentimentos negativos. A percepção de injustiça organizacional e a consequente sensação de descontentamento experimentada por trabalhadores de uma empresa pode estimular retaliações contra a própria organização e seus respectivos membros. Esta pesquisa buscou analisar como as percepções de injustiça organizacional motivam insiders a cometer crimes cibernéticos nas organizações onde trabalham. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com especialistas em segurança cibernética que desempenharam suas funções em organizações brasileiras. Esses profissionais têm, pelo menos, cinco anos de experiência na área de segurança cibernética. As percepções e vivências dos entrevistados produziram dados que foram transcritos, analisados e categorizados para consequente atribuição de significados. Nesta pesquisa, a vingança e a ganância foram identificados como sendo os principais fatores motivacionais para o crime cibernético, com uma participação importante e complementar de elementos relacionados à oportunidade, ao costume, à associação e, principalmente, à impunidade. A expectativa de que não haverá punição se um crime for cometido é um determinante em muitos crimes cibernéticos.Os resultados sugerem que a percepção de injustiça, no contexto organizacional brasileiro, produz nos indivíduos prioritariamente sentimentos negativos como a baixa-estima, a frustração e a ausência de culpa, e que essas emoções motivam as pessoas a cometer crimes cibernéticos nas organizações onde trabalham.
URI: http://hdl.handle.net/10923/9011
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000480498-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,33 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.