Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/9942
Type: doctoralThesis
Title: Relação entre a institucionalização dos mecanismos de governança de tecnologia da informação e o comportamento dos indivíduos: um estudo à luz da teoria institucional e do comportamento de cidadania organizacional
Author(s): Wiedenhöft, Guilherme Costa
Advisor: Luciano, Edimara Mezzomo
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Administração
Issue Date: 2016
Keywords: GOVERNANÇA CORPORATIVA
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Abstract: Esta pesquisa está inserida no contexto da Administração Pública e tem como tema a Governança da Tecnologia da Informação (GTI), em especial a institucionalização do modelo de Governança de TI. Governança TI é a estrutura de tomada de decisão que determina as responsabilidades de cada indivíduo e os mecanismos necessários para estimular os comportamentos desejáveis em relação aos recursos de TI, visando o alcance dos objetivos estratégicos da organização. Já os mecanismos de GTI são o conjunto de práticas e arranjos utilizado para operacionalizar os objetivos da GTI, respeitando seus princípios. Estudos em GTI sugerem a existência de dois principais pilares relacionados à adoção de GTI. O primeiro e mais comum foca em aspectos regulatórios e legais. O segundo pilar foca em aspectos comportamentais inerentes ao indivíduo, e é o foco desta pesquisa. Utilizou-se o conceito de Comportamento de Cidadania Organizacional (CCO) como base para compreender o comportamento dos indivíduos, o qual descreve a cidadania organizacional como um comprometimento de um indivíduo com uma organização que vai além das suas reponsabilidades básicas. O objetivo desta pesquisa é confirmar se a institucionalização da Governança TI tem efeito no Comportamento de Cidadania Organizacional, tendo como contexto de análise a Administração Pública. Um modelo teórico-empírico foi criado. O conjunto de hipóteses se baseou na hipótese geral de que a institucionalização da GTI exerce ume feito positivo em cada variável da OCB, quais sejam, Harmonia Interpessoal, Iniciativa individual, Conscienciosidade e Identificação com a Organização. Diferentes técnicas de coleta de dados foram utilizadas, quais sejam, a realização de um grupo focal, entrevistas semiestruturadas e uma Survey.Participaram nas diferentes etapas deste estudo 433 servidores da Administração Pública do Estado do Rio Grande do Sul, sendo 415 participantes nas etapas quantitativas e 18 nas etapas qualitativas. Três doutores e um doutorando ligados ao Grupo de Pesquisa em Gestão e Governança de TI (CNPq-PUCRS) participaram da validação de face e conteúdo dos instrumentos de coleta utilizados. Para confirmação das hipóteses foi utilizado a técnica dos Mínimos Quadrados Parciais (Partial Least Squares - PLS). Este estudo permitiu identificar um conjunto de 10 mecanismos de GTI que na opinião dos gestores de TI das organizações públicas são os mais adequados para a efetividade da Governança de TI. Identificou-se ainda quais as expectativas dos Gestores de TI das organizações públicas em relação ao comportamento dos indivíduos após a adoção destes mecanismos. Como principal resultado, este estudo obteve a comprovação de uma relação estatisticamente significativa entre a institucionalização do modelo de Governança de TI e as dimensões do Comportamento de Cidadania Organizacional dos Indivíduos em organizações públicas. As principais contribuições teóricas são a identificação e o desenvolvimento de um constructo de institucionalização da GTI e a demonstração da existência de uma relação positiva e significativa entre GTI e OCB. Como contribuição prática, este resultado demostra que a institucionalização do modelo de GTI pode ser utilizada como catalizador das mudança do comportamento organizacional, servindo de instrumento para a obtenção de melhores resultados organizacionais relacionados à TI.
The public administration is the context of this research and its subject is Information Technology Governance (ITG), especially the institutionalization of the ITG model. ITG is the decision-making structure that determines the responsibilities of each individual and the necessary mechanisms to stimulate the desirable behavior related to IT resources, aiming at the achievement of the organizational strategic objectives. ITG mechanisms are a set of practices and arrangements to operationalize the ITG objectives, respecting its principles. Some studies suggest the existence of two main pillars for the adoption of ITG. The first and most common one focuses on regulatory and legal aspects. The second pillar focuses on behavioral aspects inherent to the individual, and is the focus of this research. The Organizational Citizenship Behavior (OCB) concept was used to understand the behavior of individuals, which describes organizational citizenship as a commitment of an individual to an organization that goes beyond his or her job description. The objective of this research is to confirm if the institutionalization of IT Governance has an effect on the Organizational Citizenship Behavior, having the public administration as the context of the analysis. A theoretical-empirical model was developed. The set of hypotheses was based on the general hypothesis that the ITG institutionalization exercises a positive effect on each variable of the OCB, namely, Interpersonal Harmony, Individual Initiative, Conscientiousness and Identification with the Organization. Different techniques of data collection were used, namely, a focus group, semi-structured interviews and a survey. A total of 433 civil servants from the State of Rio Grande do Sul participated in the different stages of this study: 415 participants in the quantitative stages and 18 in the qualitative stages.Face and content validity of data collection instruments was achieved with the support of three researchers with a PhD and a PhD student, who are members of the Management and IT Governance Research Group (CNPq-PUCRS). The Partial Least Squares (PLS) technique was used to confirm the hypotheses. This study allowed the identification of a set of 10 ITG mechanisms that are the most adequate for the IT Governance effectiveness in the opinion of the IT managers interviewed. It also identified the expectations of IT managers of public organizations regarding the behavior of individuals after the adoption of these mechanisms. As a main result, this study has demonstrated a statistically significant relationship between the institutionalization of the ITG model and the dimensions of the Organizational Citizenship Behavior of individuals in public organizations. The main theoretical contributions are the identification and development of a construct of ITG institutionalization and the demonstration of the existence of a positive and significant relationship between GTI and OCB. As a practical contribution, the results demonstrate that the institutionalization of the ITG model can be used as a catalyst for organizational behavior change, serving as an instrument to obtain better IT organizational results.
URI: http://hdl.handle.net/10923/9942
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000482904-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,5 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.