Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/12704
Tipo: masterThesis
Título: "Eu era estrangeiro e me acolhestes em casa” (Mt 25,35c): uma leitura do novo testamento e da história do cristianismo em chave de hospitalidade
Autor(es): Haas, Eduardo Luis
Orientador: Susin, Luiz Carlos
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Teologia
Data de Publicação: 2018
Palavras-chave: HOSPITALIDADE
CRISTIANISMO - HISTÓRIA
BÍBLIA - NOVO TESTAMENTO - EVANGELHOS
TEOLOGIA
Resumo: Esta dissertação propõe uma leitura do Novo Testamento e da história do Cristianismo em chave de hospitalidade. Qual é o lugar da hospitalidade na linguagem da revelação e na experiência da salvação, segundo o Novo Testamento e a experiência cristã? Para responder a essa pergunta, se fará uma leitura de alguns textos do Novo Testamento sob a perspectiva da hospitalidade. A vinda do Filho de Deus, pela encarnação, se dá num contexto de hospitalidade: ele foi acolhido. A salvação de Deus é oferecida à humanidade desta forma hospitaleira: o Filho de Deus, Cristo Jesus, que acolhe e é acolhido. Ela tem ligação com a abertura humana à hospitalidade, pois a salvação é uma oferta que se pode acolher ou não. A hospitalidade, não se pode esquecer, convive com a possibilidade do seu oposto, a hostilidade; Jesus também a experimentou. “Eu era estrangeiro e me acolhestes em casa” (Mt 25,35c) é o título da dissertação. Esse versículo bíblico mostra a identificação de Cristo com aqueles que precisam de hospitalidade. A prática da hospitalidade, desta forma, é uma possibilidade de acesso à salvação.A própria salvação pode ser lida como hospitalidade divina, pois Deus acolherá aqueles que forem salvos, na eternidade. O trabalho se debruça sobre textos do Novo Testamento para mostrar como no cristianismo nascente se compreendeu e vivenciou a hospitalidade. Por fim, lança-se um olhar, ainda que sumário, sobre os 20 séculos de cristianismo, para perceber em algumas práticas, instituições e organizações como se deu a hospitalidade cristã na história. Este não é um trabalho exaustivo, mas pretende mostrar que, percorridos os séculos, hoje a hospitalidade permanece como um chamado à Igreja, inclusive num mundo de pluralismo religioso. Em tempos de migrações forçadas, refugiados e deslocados a pedir asilo em tantos países, a hospitalidade é tema importante e desafiador. A liturgia, a pastoral e o ecumenismo são indicados como caminhos abertos para pensar a hospitalidade na missão atual da Igreja.
URI: http://hdl.handle.net/10923/12704
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000489603-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,19 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.